Encurtador.com.br/hiqY9

Placemaking nas cidades!

A requalificação do espaço urbano pelas pessoas!

O termo placemaking caracteriza-se como um conjunto de ferramentas utilizadas para melhor um espaço, seja ele um bairro, uma rua, uma escola. Bem como, tem sua origem da participação comunitária, em que os cidadãos se unem para melhorar um espaço público, um local do seu bairro, da sua cidade.

Para saber mais sobre Placemaking clique aqui!

Pessoas se apropriando do espaço público. Fonte: <encurtador.com.br/bwLSU>

Veja alguns exemplos de placemaking e sua história a seguir!

Campus Martius Park

Com o declínio da indústria automobilística, a cidade de Detroit entrava em declínio econômico, que se refletia na estrutura da cidade. O centro de Detroit encontrava-se devastado, com prédios em desuso. Nesse sentido, um grupo de pessoas formaram o grupo “Detroit 300 Inc.” que tinha o intuito de planejar o 300° aniversário da cidade. Thereby, surgiu a ideia de criar um novo parque na região, então o grupo criou o projeto e levantou fundos para sua concepção.

A inauguração do parque em 2004 fez com que as pessoas voltassem a frequentar o centro da cidade. Ainda, foi o responsável por atrair empresas de diferentes áreas, as quais utilizaram-se dos prédios já existentes, revitalizando o espaço urbano. That way, o Martius Park a partir de um esforço da população foi capaz de requalificar a área antes abandonada. As pessoas veem ao parque para assistir a concertos, ver filmes ao ar livre, fazer piqueniques ou mesmo para apreciar a fonte presente. Recentemente, uma nova atração se consolidou: a praia urbana, que possui areia, cadeiras, guarda-sol, jogos, entre outras atrações.

Para saber mais, clique aqui!

Washington Square Park

O conhecido Washington Square Park, em Nova York, nos Estados Unidos, é utilizado por turistas e moradores nova yorkinos. O espaço fornece uma gama de atividades e usos, as well as, é utilizado por pessoas de diferentes idades e gêneros. Em todas as horas do dia é possível perceber o espaço sendo vivenciado. moreover, para melhorar o parque a cada dia, foi criada em 2012 a The Washington Square Park Conservancy. A organização sem fins lucrativos trabalha com o Departamento de Parques em conjunto com grupos de bairros, e conta com voluntários para realizar suas ações.

Para saber mais, veja aqui!

“Heavenly Hundred” Garden

 

Por fim, localizado na cidade de Kiev, na Ucrânia, o terreno que antes abrigava lixo, hoje é um espaço público importante para a sustentabilidade. O terreno baldio localiza-se na área central, área também abandonada.

Em 2014, após a invasão de ativistas para se proteger da violência diante das manifestações que assolaram a cidade, as cercas foram derrubadas. Thus, os moradores locais iniciaram a ocupação do terreno, utilizando o espaço para reuniões sobre assuntos do país. Com a retirada do lixo, os moradores iniciaram o plantio de árvores e plantas, as quais foram recebidas de diversos países para homenagear as vítimas das manifestações. Bem como, o espaço ganhou um parquinho com brinquedos feitos de madeira e materiais reciclados, diversas hortas comunitárias. Nesse sentido, o jardim conta com eventos gratuitos ao ar livre, como leituras, shows, exposições, palestras e filmes.

Veja mais sobre o espaço aqui!

Conheça mais um caso de placemaking, desta vez em Barcelona, clique aqui!

 

The following two tabs change content below.

Maria Eduarda Zanella

Estudante da graduação de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal de Santa Catarina. Movida por desafios, busca aprender mais sobre inovação, cidades criativas e humanas e levar o conhecimento a comunidade, fazendo de alguma forma um mundo melhor.

Latest posts by Maria Eduarda Zanella (see all)