1

VIA apresenta diagnóstico do ecossistema de São Bento do Sul e região

O Grupo VIA Estação Conhecimento está realizando a ativação do ecossistema de inovação de São Bento do Sul, Campo Alegre e Rio Negrinho. O intuito é entender quem são os atores, suas práticas e elaborar um plano de ação para desenvolver a inovação na região. That way, o Grupo VIA em parceria com os atores locais, pretende ao final do projeto ajudar a orquestrar o ecossistema de inovação a produzir maiores e melhores resultados. Thus, já foram realizadas as etapas de reconhecimento, diagnóstico e apresentados os resultados encontrados por função do ecossistema.

Reconhecimento do ecossistema de inovação de São Bento do Sul, Campo Alegre e Rio Negrinho

No ecossistema de inovação de São Bento do Sul, Campo Alegre e Rio Negrinho na fase de reconhecimento, foram identificados 48 atores. Estes atores estão divididos nas seguintes hélices: 13 atores de conhecimento; 10 atores públicos; 09 atores institucional; 06 atores de habitats de inovação; and 10 atores de fomento. moreover, participam do ecossistema de inovação diversos atores da sociedade civil. Also, cabe destacar que cada ator tem suas atuações e podem ser assim reconhecidos não estando de forma exclusiva em uma única hélice. Conheça o ecossistema de inovação de São Bento do Sul, Campo Alegre e Rio Negrinho. Acesse o mapa pelo seguinte link: encurtador.com.br/qsE38. O mapa do ecossistema de inovação deve ser constantemente atualizado com a inclusão de novos atores.

Mapa do ecossistema de inovação de São Bento do Sul, Campo Alegre e Rio Negrinho.

 

Workshop de mapeamento do ecossistema de inovação

On the 09 and 11 de março aconteceram os encontros onlines para realização dos workshops de mapeamento do ecossistema de inovação regional. That way, foram realizados dois encontros mediados pelo grupo VIA com cerca de 20 atores locais, representantes das diversas hélices do ecossistema de inovação. Thus, foram identificados práticas e necessidades do ecossistema de inovação por meio de uma dinâmica coletiva. Os atores locais, também aproveitaram o momento para se conhecerem e trocarem experiências.

Workshops de mapeamento do ecossistema de inovação.

Apresentação do Feedback

Após realização dos workshops todos os dados levantados foram analisados. That way, no dia 18 de março ocorreu a apresentação dos resultados colhidos durante as etapas de reconhecimento e diagnóstico. Thus, além da apresentação, foram disponibilizados ao ecossistema um relatório completo com o feedback por subfunção do ecossistema de inovação.

Apresentação do feedback.

Próximos passos

Após a apresentação do feedback, foi disponibilizado aos atores 2 formulários. Thus, o objetivo é alinhar quais desafios serão priorizados e quais ações já são realizadas para mitigar esses desafios. Desse modo, após esse alinhamento, será realizada a abertura de um plano de ação para orquestração do ecossistema de inovação da região.

Metodologia VIA

A metodologia VIA consiste em diferentes etapas de entendimento do ecossistema de inovação. Desse modo, o objetivo é entender quem são os atores locais, suas práticas e necessidades. A partir disso, torna-se possível aos atores locais definir um plano de ação para orquestrar e ativar o ecossistema de inovação. De fato, um ecossistema de inovação ativo tem a capacidade de gerar um potencial competitivo para a localidade.

Thus, por intermédio de sua metodologia a #EstaçãoVIA vem colaborando com diversas localidades para o reconhecimento, orquestração e ativação de seus ecossistemas de inovação. Nessa perspectiva, Florianópolis/SC, Blumenau/SC, Chapecó/SC, São José/SC, Caxias do Sul/RS, Santa Maria/RS, Santarém/PA são exemplos de localidades onde a Metodologia VIA foi aplicada. Atualmente a metodologia está sendo aplicada nas cidades de São Bento do Sul, Rio do Sul e Rivera no Uruguai.

Reference

SEBRAE. São Bento do Sul em números. 2017. Disponível em: https://www.saobentodosul.sc.gov.br/sao-bento-sul-em-numeros. Acessado em: 24 ago 2020.

The following two tabs change content below.

Guilherme Paraol

Doutorando no grupo Via-Estação Conhecimento. Realiza pesquisa com foco em ecossistemas de inovação, habitats de inovação e sistemas de inovação.