IMG 9877

VIA faz mais uma rodada de mapeamento de ecossistema de inovação

Blumenau recebe a VIA Estação Conhecimento para identificação de seu ecossistema de inovação

A VIA no âmbito de suas práticas de pesquisa e extensão vem desenvolvendo ações em prol do ecossistema de inovação. Com práticas em diversos locais do Brasil, o grupo vem apoiando a orquestração de regiões com vistas a identificação de oportunidades e fragilidades do ecossistema.

Não apenas uma oportunidade de aprendizado para o grupo é também uma forma de transferir o conhecimento obtido na academia para demais atores, afirma a professora Clarissa Stefani Teixeira – líder do grupo VIA.

A metodologia é possível de ser realizada apenas em conjunto com atores locais que apresentam envolvimento no workshop ministrado. Desta vez, Blumenau recebeu o grupo VIA para identificar o panorama geral de como estão atores, ações e práticas do ecossistema de inovação da cidade.

Em um ecossistema de inovação, diferentes são os atores que interagem para que as ações ganhem força e façam sentido em uma proposta de valor geral para diversos atores. Os interesses podem ser diferentes conforme as entidades, mas as expectativas devem ser niveladas e alinhadas. Thus, a cidade ganha com o conjunto de ações realizadas que cooperam entre si.

Um dos pontos de maior relevância é a confiança dos atores no ecossistema. Então, um dos passos a serem dados se associa ao conhecimento de quem é quem no ecossistema. Os atores e as estratégias realizadas podem divergir em conformidade com as categorias de enquadramento dos mesmos. No entanto, o que não deve ocorrer são ações isoladas e que não tenham relação de propostas para a construção dos objetivos definidos para a cidade. Hoje, o grupo VIA considera não apenas a tríplice hélice, mas sim sete hélices necessárias para ecossistemas de inovação:

.

Os passos para o mapeamento do ecossistema de inovação

O workshop é desenvolvido em diferentes momentos. Inicialmente, precisa-se ter contato e imersão com vistas a uma análise de percepção da realidade. Logo, o grupo VIA dedicou um dia para o conhecimento in loco dos diferentes atores. Uma verdadeira maratona é realizada por meio de visitas em universidades, government, entidades empresariais, entidades de representação, habitats de inovação e projetos que apresentam interação direta com a comunidade.

.

Em conjunto com os atores da cidade, o workshop apresenta cinco momentos principais, being: i) identificação dos atores, ii) identificação das ações, iii) alinhamento das percepções, iv) identificação das práticas e v) feedback das necessidades encontradas. De forma colaborativa é realizado o mapeamento e a identificação de problemas e necessidades que, ao final, geram oportunidades.

Em Blumenau, os representantes estiveram presentes e indicaram as ações que já são realizadas. Houve discussão de quais ações potenciais são necessárias e urgentes para impulsionar a cidade. De maneira geral, planos de ação serão desenvolvidos, considerando os principais gargalos. A tomada de decisão é realizada a partir do entendimento dos atores, tendo em vista o alinhamento de percepções e o feedback dado sobre o ecossistema.

Quer levar o mapeamento para sua região? Get in Contact com a VIA!

Acompanhe o que realizamos em outras regiões aqui.

The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, through education, research and extension. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.