Shanghai

VIA publica livro sobre os habitats de inovação na China

A China é tema de debate no mundo devido a sua rápida ascenção econômica. currently, o país asíatico é a segunda maior economia do mundo (PIB nominal). Assim como, é líder em paridade de poder de compra. In this context, between the days 17 and 31 de novembro de 2018, uma delegação de nove pesquisadores brasileiros, formada por representantes do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI); Federal University of Santa Catarina (UFSC); Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE); Universidade Federal de Alagoas (UFAL); Prefeitura de Maceió; Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), participou de uma série de visitas e atividades em quatro diferentes cidades da China. A motivação, conhecer mais sobre o ecossistema de inovação chinês.

Thus, a missão foi realizada a convite do Bureau of Foreign Experts Affairs, do Ministério de Ciência e Tecnologia da China, via projeto coordenado pelo Prof. Dr. Xiangdong Chen, da Universidade de Beihang, em Pequim. Portanto, a partir desta visita, que contou com a participação da coordenadora do grupo VIA Clarissa Stefani surgiu a motivação para criação de um livro sobre os habitats de inovação na China.

O conteúdo do livro

O livro ínicia com uma contextualização sobre a expansão da atividade econômica do país que se denomina “socialista com características chinesas”. Portanto, são demonstrados caracteristicas e alguns dados econômicos sobre a nação que mais cresce no mundo.

Porém, é dada atenção especial principalmente sobre o investimento em ciência, tecnologia e inovação que ajudou na transformação da China de país imitador para inovador. Thus, são demonstrados políticas e programas de apoio á C,T&I que iniciaram na década de 80 and, que cada vez mais, são colocadas como pauta prioritária do governo chinês. In this context, são apresentadas evidências de apoio aos habitats de inovação, por meio da criação de Zonas de Alta Tecnologia,

Habitats de inovação na China

Os habitats de inovação são considerados como espaços diferenciados, conducive to innovation occur, they are information sharing and knowledge locus. Besides, propiciam networking, permitem minimizar os riscos e maximizar os resultados associados aos negócios. O habitat de inovação, portanto, permite a integração da tríplice hélice (government, academia e empresa) unindo talento, technology, capital and knowledge to leverage the entrepreneurial and innovative potential (TEIXEIRA; ALMEIRA; FERREIRA, 2016).

No livro, são apresentadas informações sobre localização, estrutura e funcionamento de parques científicos e tecnológicos de quatro cidades chinesas (Pequim, Nanjing, Wuxi e Xangai). Estes habitats são:

i) parque científico Henghua Science Park na cidade de Wuxi;

ii) o parque de Nanjing University Science Park localizado na cidade de Nanjing;

iii) o parque tecnológico Zizhu National Hi-Tech Park, na cidade de Xangai;

iv) o parque tecnológico de Zhongguancun (ZGC), em Pequim.

Confira algumas imagens do livro:

Ficou curioso e quer saber tudo sobre esses ambientes que estão transformando a China no país mais inovador do mundo? Acesse nosso ebook gratuitamente.

 

The following two tabs change content below.

Guilherme Paraol

Doutorando no grupo Via-Estação Conhecimento. Realiza pesquisa com foco em ecossistemas de inovação, habitats de inovação e sistemas de inovação.