Ecossistema De Inovação

Os atores que compõem o ecossistema de inovação

VIA Estação Conhecimento apresenta atores do ecossistema de inovação de Santa Catarina em ambiente colaborativo

As definições de ecossistema de inovação ainda apresentam divergências na literatura quanto seu alinhamento conceitual. De maneira geral, ecossistema de inovação vem sendo considerado como ações que refletem a conexão entre as atividades de inovação. O ecossistema descreve as redes e a própria inovação sistêmica. Autores associam o ecossistema à co-evolução de atores que significa uma interação bidirecional entre duas entidades que podem induzir mudanças em alguma direção (PELTONIEMI, 2006).

Em muitos casos, os ecossistemas vêm sendo considerados como sendo auto organizados (KORTELAINEN e JÄRVI, 2014). Entretanto, existe um certo tipo de orquestração para as relações efetivas. A orquestração pode ser definida como a capacidade que um ator tem de influenciar sobre a evolução de uma rede conjunta de negócios, havendo atração entre eles. Numerosos serão os atores de um ecossistema e estes podem agir de diferentes formas, sendo o comportamento dos mesmos multiplicados pelas interdependências complexas em todo o ecossistema.

Um dos primeiros passos, para que o ecossistema seja considerado como importante, é realizar o reconhecimento dos atores. Para tanto, a VIA Estação Conhecimento desenvolveu metodologia, que envolve ação colaborativa, para possibilitar o mapeamento dos atores. A proposta inicia pelos stakeholders conhecidos do território e com eles é possível chegar as mais diversas possibilidades de entidades em prol da inovação.

Quem é quem no ecossistema de inovação

De forma prática, a VIA Estação Conhecimento partiu para o mapeamento realizado no estado de Santa Catarina, no âmbito do projeto Fortalecimento de Habitats de Inovação financiado e apoiado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação. O mapeamento é colaborativo e busca identificar atores como:

  • ator público: instituições fornecedoras de mecanismos de programas, regulamentos, políticas e incentivos;
  • ator de conhecimento: instituições educacionais e/ou de pesquisa e desenvolvimento. Responsáveis por formar pessoas, promover o espírito empresarial e criar empresas futuras. Também inclui organizações com presença de pesquisadores e estudantes. Instituições de Ciência e Tecnologia também entram nessa categoria;
  • ator institucional: organizações públicas ou privadas e independentes, prestadores de assistência especializada e conhecimento aos demais agentes envolvidos com inovações;
  • ator de fomento: bancos, governos, investidores anjo, capitalistas virtuais, e indústrias, fornecedores de mecanismos de financiamento das etapas de edifício do ecossistema de inovação;
  • ator empresarial: empresas fornecedoras de requisitos para avaliação de soluções, desenvolvimento de tecnologias e conhecimento em seus departamentos de pesquisa e desenvolvimento (P&D). Aqui ainda podem ser incluídos empresários, students, pesquisadores, profissionais e indústria, pessoas com ideia, descoberta ou invenção (incremental ou disruptiva) e que buscam transformar em algo útil e/ou comercializável. O ator empresarial em um ecossistema de inovação deve apresentar práticas constantes de apoio a inovação, não apenas internamente na empresa, mas também de forma externa buscando o fomento da cultura;
  • ator de habitat de inovação: ambientes promotores da interação dos agentes locais de inovação, desenvolvedores de P&D e o setor produtivo, colaborando para disseminar a cultura de inovação e empreendedorismo na região. Os habitats são espaços propícios para que a inovação ocorra;
  • sociedade civil: indivíduos que criam na sociedade demandas e necessidades, podendo ser ambientais, afetar profundamente os negócios e impactar no desenvolvimento da inovação.

Conhecendo o ecossistema de Santa Catarina

Over 1500 atores reconhecidos, o mapa está em pleno desenvolvimento! A plataforma é um ambiente colaborativo e as pessoas podem indicar atores que ainda não foram localizados.

Innovation Ecosystem

 

Não está no mapa? Colabore e indique sua organização! O próximo passo é o mapeamento dos atores empresariais. Conhece alguma organização que está fazendo história no ecossistema de inovação? Indique!

 

Quer saber mais sobre o alinhamento conceitual sobre ecossistema de inovação? Clique aqui!

Referências

PELTONIEMI, M. Preliminary theoretical framework for the study of business ecosystems. Émerg.: Complex. Organ. v. 8, n. 1, p. 10–19, 2006.

KORTELAINEN, S.; JÄRVI, K. Ecosystems: systematic literature review and framework development. In: XXV ISPIM Conference – Innovation for Sustainable Economy & Society. Dublin, Irland, jun, 2014.

The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, through education, research and extension. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.