Rede

Disciplina de habitats de inovação é realizada em rede

Grupo VIA Estação Conhecimento cria movimento em rede para discutir habitats de inovação

habitats de inovação em rede

Locais dos discentes da disciplina

A disciplina de Habitats de Inovação, do grupo VIA Estação Conhecimento, ministrada para o mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento iniciou suas atividades no último dia 23 of October. Com 76 inscritos conectados, a disciplina conta com discentes de três países, 12 estados brasileiros e 37 cidades.

 

Segundo a professora Clarissa Stefani Teixeira – líder do grupo VIA Estação Conhecimento, é a primeira vez que a disciplina é realizada em rede. Como diferencial, a disciplina conta com professores e especialistas nacionais e internacionais. São 10 professores com experiência em diversos habitats de inovação que irão compartilhar conhecimentos com nossos discentes. The topics approached in the discipline are: Ecossistemas de inovação um movimento colaborativo em rede para o desenvolvimento de territórios; As cidades como habitats de inovação: criativa, sustentável ou inteligente; Os parques e os centros de inovação como propulsores dos territórios e; Testando soluções inovadores em ambientes reais: living labs e movimento maker. Dentre os nomes de professores convidados estão:

Josep Miquel Piqué – Diretor de Internacionalização e Inovação da La Salle-URL, Presidente executivo da La SalleTechnova Barcelona, Presidente da XPCAT (Red Catalana de Parques Científicos yTecnológicos). Doutor em Ecossistemas de Inovação.

Jorge Audy – Superintendente de Inovação e Desenvolvimento da PUCRS e Professor. Titular da Escola Politécnica da PUCRS. Pós Doutor IASP na Tsinghua University, China e Universidade de Málaga, Espanha.

Marcus Rocha – 25 anos de experiência no mercado de tecnologia e inovação em projetos nacionais e internacionais, é Superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação na Prefeitura Municipal de Florianópolis.

Hans Michae Van Bellen – Pós-doutor pela University of California – Berkeley. Professor da Universidade Federal de Santa Catarina. Líder do Observatório da Sustentabilidade e Governança e do grupo de inteligência da Rede Ver a Cidade Florianópolis – sustainable cities,

Jorge Piqué – Fundador da UrbsNova – Agência de Design Social e Inovação e criador em 2013 do Distrito Criativo de Porto Alegre – district C, um projeto de desenvolvimento territorial a partir das Economias Criativa, do Conhecimento e da Experiência.

Andréa Tamanine – Pós-doutora em Gestão de Parques Tecnológicos pela Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha. É professora efetiva da Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE.

Artur Gibbon – Professor da Universidade Federal do Rio Grande – FURG, diretor do OCEANTEC, Parque Tecnológico da FURG e presidente da REGINP – Rede Gaúcha de Ambientes de Inovação.

Silon Junior Procath da Silva – Coordenador de Empreendedorismo da Agência de Inovação e Transferência de Tecnologia da UFSM E responsável pelas políticas de incentivo ao empreendedorismo e pelos ambientes de inovação. Atua na estruturação do Parque Científico, Tecnológico de Inovação da UFSM.

Carlos Vaz – Professor da Universidade Federal de Santa Catarina do curso de Arquitetura. É vinculado ao projeto de pesquisa Living Campus, na Universidade de Melbourne.

Regiane Pupo – Professora da Universidade Federal de Santa Catarina. Coordenadora da Rede PRONTO3D – rede de laboratórios de Fabricação Digital no estado de Santa Catarina, com polos em Florianópolis (FABLAB PRONTO3D), Lages, Criciúma e Chapecó.

Disciplina entregará proposição de valor, com ações reais, para 10 municípios brasileiros

Como forma de transferir conhecimento utilitário e tangível para a sociedade, a disciplina irá atuar em 10 territórios brasileiros. A proposta será conduzida por meio da metodologia exclusiva do grupo, chamada VIA Cycle. Esta metodologia é pautada por abordagens combinadas das metodologias ativas de educação. Thus, opta-se por metodologias baseadas em lugar, em problemas e projetos, ambas com aprendizagem ativa onde discentes e professores identificam situações reais e realizam proposições de melhoria para determinado território com ações experienciais e imersivas. Compõe a metodologia seis etapas, sendo personas e atores, desafios, soluções, stakeholders, proposição de atuação no território e demo day. A metodologia já vem sendo utilizada pelo grupo, na mesma disciplina, tendo como focos anteriores o Distrito de Inovação de Florianópolis – atual Distrito 48 e o Centro de Inovação da ACATE – Sapiens Park.

Os territórios selecionados estão em seis estados brasileiros, being: Serra – Espírito Santo, Maceió – Alagoas, Santarém – Pará, Cuiabá – Mato Grosso, São Bento do Sul, Balneário Camboriú, São José e Florianópolis – Santa Catarina e Santa Rosa e Santa Maria no Rio Grande do Sul.

Nesta fase, serão utilizadas ferramentas próprias do grupo e a condução será feita por um time de 12 professores e especialistas convidados que serão os responsáveis por balizar as atividades juntos aos grupos de cada território. Dentre os nomes estão: Francisco Rapchan – IFES, Luiz Augusto Mendes Filho – UFRN, Frederico Araujo da Silva Lopes – UFRN, Jardel Pauber Matos e Silva – UFMS, Luis Felipe Dias Lopes – UFSM, Francisco José Peixoto Rosário – UFAL, Gabriel Sant’Ana Palma Santos – ACATE, Celson Pantoja Lima – UFOPA, Silon Junior Procath da Silva – UFSM, Artur Gibbon – FURB e Andréa Tamanine – UNIVILLE.

Segundo a professora Clarissa a disciplina permite o entrosamento de diferentes culturas, realidades e visões, em um movimento colaborativo e que possibilita que as pessoas usem o conhecimento científico, a experiência de diversas regiões do mundo e de diferentes especialistas como forma de transformar as realidades. Em sua avaliação, a disciplina deixará um legado e contribuirá com a possibilidade de ter ações reais, envolvendo os atores locais, discentes e docentes em um movimento em prol da cultura de inovação e empreendedorismo. A professora reflete que essa é só a primeira edição!

 

The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, through education, research and extension. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.