Urban revitalization

Revitalização urbana: High Line Park

O projeto de revitalização urbana do High Line

Inspirado pelo projeto de revitalização urbana do Promenade Plantée, em Paris, um parque urbano reutilizando uma antiga estrutura ferroviária, or group Friends of the High Line decidiu fazer o mesmo em Nova Iorque.

High Line é uma ferrovia elevada construída em 1934 que corta 22 quarteirões ao longo do oeste de Manhattan. Originalmente projetada para transportar trens de mercadorias, está fora de funcionamento desde 1980. Em 2002, um grupo de empresários que reconheceu seu potencial tomou iniciativas para sua revitalização e transformação em parque urbano. Foi criado então o Friends of the High Line, uma organização sem fins lucrativos que mantém, em parceria com o poder público, o funcionamento do parque.

O parque em funcionamento

O parque linear foi aberto pela primeira vez em 2009, trazendo uma nova perspectiva da cidade. Incorporou o diálogo entre a paisagem a arquitetura, além da preocupação ecológica. O espaço deixou de ser associado ao abandono e ao perigo, que o segregava da estrutura urbana e tornou-se um espaço público de qualidade.

revitalização urbana

No entanto, é interessante analisar como vivemos em meio a uma cultura de escasso planejamento urbano. Espaços e edifícios são abandonados sem pensar em quais serão os reflexos disto a nível de cidade. moreover, outros valores também são deixados de lado. No High Line, por exemplo, uma imensa estrutura incorporada a cidade há 46 anos é simplesmente desativada, sem ponderar seus significados históricos e seu valor como marco e paisagem urbana.

O High Line teve grande impacto no desenho da cidade, sobretudo por ter sido construído muito próximo a prédios existentes. Quando da utilização para sua primeira função – trem de carga – gerou impactos positivos na economia da cidade. Paradoxalmente, desvalorizou áreas residenciais do seu entorno, devido à poluição sonora e visual gerada, além da barreira física e visual. Cumpriu sua atribuição até esta se tornar obsoleta, semelhantemente como ocorreu em outros lugares do mundo. Já quando a revitalização para se tornar um parque linear ocorreu, desenrolaram-se apenas impactos positivos. Iniciou-se a valorização do entorno, promoção da segurança, criação de ambientes de descanso, lazer, contemplação e eventos culturais.

O High Line cumpriu muito bem suas funções, primeiramente como elemento que promove economicamente a cidade (passando por um período de marginalização) para, por fim, promover a revitalização urbana e se tornar um importante ambiente social que compõe a paisagem urbana de Nova Iorque.

Quer saber mais? Acompanhe as publicações da VIA no Observatório VIA! On here você encontra diversas experiências de revitalização urbana ao redor do mundo, monitorando as iniciativas e soluções para revitalização urbana!

The following two tabs change content below.

Lígia Sell

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Latest posts by Lígia Sell (see all)