Photo 1523050854058 8df90110c9f1 (1)

O papel das universidades nos ecossistemas regionais de inovação

No post de hoje, descrevo a importância exercida pelas universidades nos ecossistemas regionais de inovação ao qual estão inseridas. Para tanto, utilizo o trabalho de Markkula e Kune (2015), que destacam o papel ativo das universidades para melhorar a inovação e a “inteligência” da região.

Relação da universidade e ecossistema

Em muitos países as universidades estão assumindo um papel cada vez mais ativo no desenvolvimento regional. Assim como, na interface dos principais atores do ecossistema regional de inovação. De fato, em regiões pioneiras em toda a Europa, as universidades estão se tornando participantes ativos em suas comunidades. Dessa forma, contribuem para a qualidade de vida e o bem-estar regional. Além disso, agregam valor aos processos de desenvolvimento regional e ancoram a importância do conhecimento no ecossistema regional de inovação.

Dessa forma, todos os atores do ecossistema regional de inovação, podem usar a base de pesquisa e inovação das universidades para produzir serviços e outros produtos que a sociedade precisa. Assim, o conhecimento pode ser explorado de forma mais poderosa na interface dos atores do ecossistema regional de inovação (Markkula; Kune, 2015).

Photo by Paul Schafer on Unsplash

A formação de talentos, por sua vez, é fundamental para qualquer ecossistema de inovação. Além disso, as universidades são um instrumento importante para codificar as lições aprendidas e ajudar outros atores a levar o aprendizado ao próximo nível de prática (Markkula; Kune, 2015).

Portanto, Markkula e Kune (2015), descrevem que as universidades precisam exercer as seguintes funções no ecossistema de inovação:

i) Conexão: conectar gerações, conectar pessoas à processos, conectando conhecimento aos processos e conectando parceiros do ecossistema entre si.

ii) Conocimiento: infundir a região com conhecimento.

iii) Aprendizado: aprender com a prática, aprender no ecossistema (e também sobre o ecossistema) e tornar esse aprendizado acessível em todo o ecossistema.

iv) Planejamento: lidar com problemas antes que se tornem graves. A maioria dos desafios regionais de hoje (poderia) ser antecipada e abordada anteriormente.

v) Gerações do futuro: significa ajudar os jovens a se prepararem para as oportunidades de muitos futuros possíveis à medida que estiverem surgindo: orientação, treinamento, criação de condições, aprimoramento de competências e capacitação.

Atuação das universidades na região de Helsinque

Por exemplo, na região de Helsinque na Finlândia, Markkula e Kune (2015) descrevem que as universidades estão contribuindo de três maneiras.

Primeiro, é impulsionada por uma nova compreensão da importância da aplicação da pesquisa na prática.

Segundo, reflete a importância do empreendedorismo e da descoberta empreendedora no desenvolvimento regional. De tal forma que, o espírito da descoberta empreendedora impulsiona a inovação no ecossistema regional. Assim, constitui-se como uma mentalidade caracterizada pela curiosidade, criatividade, coragem e prática direta, todas aplicadas na descoberta de como agir para melhorar a qualidade de vida.

Por fim, a terceira contribuição está relacionada à criação e disseminação de conhecimento. Dessa forma, as universidades educam as pessoas e as preparam para participar da sociedade, para engajar e contribuir ativamente com seus talentos e qualidades para construir regiões mais inteligentes. Portanto, mentes abertas e uma cultura empreendedora são uma pré-condição para a inovação.

Referências

MARKKULA, Markku; KUNE, Hank. Making Smart Regions Smarter: Smart Specialization and the Role of Universities in Regional Innovation Ecosystems. TECHNOLOGY INNOVATION MANAGEMENT REVIEW, [s. l.], p. 7–15, 2015.

Para saber mais, consulte:

A diferença entre ecossistema de inovação e conhecimento. Ecossistema de inovação x sistema de inovação.

Baixe nosso e-book:  Ecossistema de Inovação: Alinhamento Conceitual

The following two tabs change content below.

Guilherme Paraol

Doutorando no grupo Via-Estação Conhecimento. Realiza pesquisa com foco em ecossistemas de inovação, habitats de inovação e sistemas de inovação.