Premiação 2

Hackathon #DesenvolveSC soluções para a saúde e educação

Solução para o absenteísmo no SUS foi a grande vencedora

3ª edição do Hackathon #DesenvolveSC é realizado em Florianópolis

A 3ª Edição do Hackathon #DesenvolveSC aconteceu nos dias 18, 19 and 20 de outubro de 2019, on the dependencies of CIASC (Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina). O evento reuniu mais de 50 pessoas divididas em 10 equipes que passaram o final de semana empenhadas na resolução de problemas.

O que é Hackathon?

O Hackathon (Hack+Marathon ) é uma maratona de desenvolvimento de soluções tecnológicas. Nesta maratona, ‘hackers’ (developers, designers e profissionais de negócios) se reúnem em times que trabalham 03 dias seguidos durante um final de semana. O objetivo é discutir problemas e propor soluções por meio de novas ideias, experiências de usuário e desenvolver projetos que facilitam a vida do cidadão.

Os desafios do Hackathon #DesenvolveSC

Os maratonistas foram desafiados a criarem serviços digitais para o cidadão utilizando a tecnologia PWA – Progressive Web Apps e Internet das Coisas. A entrega das equipes foi um produto mínimo viável (MVP). O hackathon teve como tema a Educação e a Saúde Pública. Thus, os desafios propostos para solução foram: família na escola; escolha do itinerário do novo ensino médio; chamada SAMU para surdos; feedback ao atendimento hospitalar; distância escola-casa para transporte escolar e o não comparecimento do cidadão em consultas e exames (absenteísmo). O evento foi promovido pela Secretaria de Estado da Administração, Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC), em parceria com o grupo VIA do Departamento de Engenharia do Conhecimento da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC).

Metodologia VIA para Hackathon

O hackathon foi realizado a partir de uma metodologia própria e licenciada desenvolvida pelo grupo VIA. A metodologia conta fases de preparação e execução do evento. Para isto a metodologia VIA utiliza pelo menos cinco diferentes ferramentas para balizar a atuação das equipes e dos mentores.

Os diferenciais da metodologia não permeiam apenas a obtenção de soluções por meio da inovação aberta. Estes são alguns dos benefícios observados no Hackathon:

  • Integração entre diferentes stakeholders do ecossistema de inovação do Brasil;
  • Networking com atores a partir da curadoria realizada pela VIA;
  • Engajamento de rede de mentores qualificados;
  • Inovação de governo;
  • Colaboração e aproximação entre diferentes órgãos públicos e privados;
  • Mudança de cultura dos agentes públicos.

A metodologia já foi aplicada em vários entes governamentais de Santa Catarina. Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Segurança Pública, Secretaria de Administração, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Secretaria da Educação, Secretaria da Saúde, Centrais Elétricas de Santa Catarina, Tribunal Regional da 12ª Região de Santa Catarina já utilizaram nossa metodologia para resolução de problemas vivenciados no governo. Besides, ainda em 2019 dois outros Hackathons já estão confirmados: Hackathon do III Congresso de Tecnologia e Desenvolvimento na Amazônia (CTDA) e o Hackathon TTN Florianópolis.

Mentores

Os participantes presentes no evento puderam contar com o auxílio de uma equipe de mentores. Os mentores, participaram de uma capacitação dia 17 of October. Sua missão é auxiliar os participantes em suas atividades, compartilhando experiência e mantendo o foco das equipes. Essa equipe contou com a participação de servidores da saúde, da educação, professores universitários, empreendedores e profissionais de TI.

Soluções apresentadas

Confira as equipes e soluções digitais apresentadas para os serviços prestados diretamente ao cidadão nas áreas de educação e saúde pública:

1 – EPIC: Aplicativo de compartilhamento de dados e confronto de informações para facilitar escolha do novo currículo do Ensino Médio.

2 – FAMÍLIA ONLINE: Aplicativo para informar pais sobre a evolução escolar dos filhos, mediante compartilhamento de notas, frequência e outros dados da escola.

3 – IABSENTECH: Software de automação em inteligência artificial com apuração de 77% de acerto se o paciente vai faltar ou não à consulta do SUS. Prevê com base em informações de banco de dados se haverá absenteísmo em consultas agendadas.

4 – IAI SAÚDE: sistema de alerta via WhatsApp que atualiza cadastro e avisa da consulta agendada, combatendo absenteísmo.

5 – CHATSUS: Diminuir gastos públicos com absenteísmo mediante previsão e envio de mensagens.

6 – SAMU ACESSÍVEL: Aplicativo para surdos acionarem atendimento SAMU com uso de libras mediante animação.

7 – EVEM: Aplicativo direcionado a escolha do currículo formativo do novo Ensino Médio pelos alunos, mediante desafios propostos e controlados pela escola. Equipe society.

8 – INTEGRA 192: Aplicativo para acionamento do SAMU por surdos.

9 – WeEDUCA: aplicativo para aproximar acompanhamento entre família e escola.

10 – RESC: Otimização de rotas para transporte escolar. Ferramenta de gestão para o administrador público, favorecendo transparência e otimizando recursos.

Os vencedores

A equipe IAbsentech, que trabalhou no software de automação em inteligência artificial com apuração de acerto em 77% se o paciente tem probabilidade ou não de faltar nas consultas agendadas foi a grande vencedora do Hackathon #DesenvolveSC. Como premiação a equipe ganhou acesso ao programa global da IBM de apoio às startups, R$ 7 mil reais e participação em um programa completo de pré-incubação da Cocreation Lab.

O segundo lugar ficou com a equipe EPIC, com uma solução para o Novo Ensino Médio, que pretende levar mais engajamento e informação aos alunos de escolas públicas. A equipe garantiu a premiação de $4.500,00 reais, acesso ao programa global da IBM de apoio às startups e participação em três workshops do programa de pré-incubação no Cocreation Lab.

O terceiro lugar foi conquistado pela solução CHATSUS, que também prevê diminuir os gastos públicos com absenteísmo de consultas e exames. A equipe levou para casa o prêmio de R$ 2.500 reais, acesso ao programa global da IBM de apoio às startups e um workshop do programa de pré-incubação.

Veja a galeria de fotos do evento:

The following two tabs change content below.

Rayse Kiane

Mestre e doutoranda em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina. Graduada em Sistemas de Informação pela mesma instituição . Realiza pesquisas interdisciplinares sobre: innovation in education, mídia e conhecimento, compartilhamento de conhecimento por meio das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), open science e usabilidade de software.