IMG 1678 14

2ª Edição do Hackaton #Desenvolve SC

A 2ª Edição do Hackaton #Desenvolve SC iniciou na noite de 18 of August, sexta-feira, nas instalações do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC).

.

O concurso, nesta edição, tem como temática segurança pública e ojetiva estreitar o relacionamento do setor público com o cidadão por meios de projetos para fomentar o planejamento e o desenvolvimento de soluções digitais de cunho inovador e de valor social.

.

Os participantes devem desenvolver aplicativos, sistemas, plataformas em web, mobile, IoT visando reduzir ou solucionar as dificuldades presentes na área. O evento é realizado pelo CIASC, em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), VIA – Estação Conhecimento, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

Para agregar, os patrocinadores dessa edição são grandes empresas como Keyrus, Amazon, Microsoft e RW3. Besides that, o Hackaton conta com o apoio da ACATE, FAPESC, Code Floripa, Wegov, Neuron Consultoria, EGC – Departamento de Engenharia do Conhecimento, Laboratório de Empreendedorismo e Inovação Estácio de Sá, LOGO – Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional e SDC – Secretaria de Estado da Defesa Civil.

No primeiro dia, a mesa de abertura deu início ao evento com a presença do Vice-presidente de Tecnologia do CIASC, Luiz Antônio da Costa; Secretário Adjunto da SSP, Dr. Aldo Pinheiro D’Ávila; Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), Professor Sergio Gargioni e o Diretor de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Governo de Santa Catarina, Márcio Manoel da Silveira. Todas as autoridades deram boas-vindas aos concursantes e enfatizaram a importância de um melhor relacionamento entre as instituições, as quais representam o governo, e a sociedade.

Later, aconteceu o painel sobre segurança pública com a presença do Professor Fred Lopes, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte que mostrou o Projeto Smart Metropolis que integra os órgãos públicos, academia e iniciativas de inovação para solucionar problemas das instituições de segurança. O Capitão Agdan Miranda, da Polícia Militar do Rio de Janeiro, mostrou a realidade de defasagem das operações policiais do Estado. Junto, o empresário Lucas Prim deu dicas sobre desenvolvimento de negócios e salientou a ineficiência de ideias prévias não validadas com clientes reais e que tenham um problema evidenciado.

Para finalizar a noite, alguns mentores de governo expuseram as dores da segurança pública durante a formação das equipes a fim de inspirá-las no desenvolvimento das ideias.

A disseminação de informação falsa, através de trote ou fake news, foi uma questão levantada por diferentes representantes. Outro problema destacado foi a morosidade dos processos de documentação e identificação de pessoas, que atrasam operações em cadeia. Mas a maior dor foi unânime: comunicação tanto entre as intituições de governo quanto entre as mesmas e o cidadão, visto que na maioria das vezes não existe uma maneira eficiente de contatar esses órgãos e estes não conseguem captar ou trabalhar com as informações fornecidas pela sociedade.

Veja como foi o primeiro dia!

Tem muito trabalho pela frente, e está só começando! #hackatondesenvolveSC

.

.

.

.

.

.

.

The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, through education, research and extension. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.