WhatsApp Image 2023 09 14 At 14.11.08

VIA participa do workshop Comunidades x Ecossistemas de Inovação

O evento

Olá, leitores. No dia 14 de setembro participamos do workshop online: Comunidades X Ecossistemas de Inovação, que teve como painelistas Caio Zucchinali do Impact Hub Floripa e Guilherme Paraol de Matos do VIA Estação Conhecimento, mediado por Washington Lima – Gestor de ecossistemas de inovação do Sebrae-AL. Esta é uma ação do Sebrae Alagoas para impulsionar e debater temas importantes para o desenvolvimento do ecossistema de inovação local. No evento apresentamos vários insights e cases sobre essas temáticas.

Conceituações

Para iniciar o debate, Washington Lima nos perguntou sobre o conceito de ecossistemas de inovação. Destaquei que um ecossistema de inovação é um conjunto em evolução de atores e suas relações que resultam em um desempenho inovador para um ator ou um conjunto de atores. Ainda, que a principal característica de um ecossistema de inovação é a cocriação de valor, ou seja, a criação de valor conjunta por diversos entes. Em um território poderíamos pensar em um ecossistema de inovação como uma comunidade de atores que interagem em ambientes complexos, alinhados a uma visão compartilhada, em busca da inovação no território. Caio Zucchinali complementou comentando sobre a analogia com o ecossistema biológico e sobre a importância da existência de diversos elementos para que a inovação ocorra.

Comunidades x ecossistemas de inovação

Após essa primeira reflexão, Washington Lima nos indagou sobre a diferença entre comunidades de startups e ecossistemas de inovação. Relatei que o conceito de ecossistema de inovação é muito mais amplo e considera sete tipos de atores: conhecimento, habitats de inovação, institucional, público, fomento, empresarial e sociedade civil. As comunidades de startups, por sua vez, se caracterizam como um tipo de ator que deve se conectar com os demais atores com o objetivo de contribuir com o ecossistema de inovação. Caio Zucchinali endossou essa fala relatando sobre a importância das comunidades nos ecossistemas de inovação e sobre como elas se organizam para atingir seus objetivos. Um fato importante destacado nas falas foi o senso de pertencimento. Caio Zucchinali relatou que o Impact Hub Floripa possui uma metodologia para avaliar o nível de senso de pertencimento nas comunidades e ecossistemas de inovação. Ainda destacou que o senso de pertencimento é proporcional ao engajamento dos atores, sendo fundamental para qualquer ecossistema de inovação se desenvolver.

Governança do ecossistema de inovação

Após o debate sobre a importância do senso de pertencimento, foi o momento de falarmos sobre a governança do ecossistema de inovação. Comentei sobre a importância da proposta de valor única do ecossistema de inovação e da existência de elementos como confiança, cultura inovadora, senso de pertencimento como fundamentais para uma boa governança do ecossistema de inovação. Destaquei que não é um regulamento ou um papel que vai fazer funcionar uma governança do ecossistema, mas algo que una os atores em prol de um objetivo e que estabeleça uma relação de confiança é fundamental. Caio Zucchinali destacou que criar um ambiente favorável é o primeiro passo para que os atores consigam atingir um senso de pertencimento ideal. Agreguei a fala comentando que também é importante não desmotivar os atores, dando voz a todos e construindo resultados de curto prazo que possam servir de motivação aos demais atores.

Sucesso dos ecossistemas de inovação

Por fim, Washington Lima nos indagou sobre como mensurar o sucesso de comunidades e de ecossistemas. Caio Zucchinali relatou que é um processo complexo, mas que existem indicadores que são importantes, como número de ações realizadas do plano de ação e o percentual de evolução do senso de pertencimento entre os atores. Para complementar sua fala, destaquei que na minha opinião, os ecossistemas de inovação obtêm sucesso quando melhoram a vida das pessoas. Para isso, citei o caso de Medellín (você pode acessar um post inteiro sobre isso clicando aqui), que se transformou por meio do seu ecossistema de inovação com um foco bem estabelecido de melhorar a vida das pessoas. Seja por meio de startups, empresas tradicionais, novos negócios ou novas tecnologias, um ecossistema de inovação obtém êxito quando melhora a qualidade de vida dos seus cidadãos.

Este foi um pequeno resumo do nosso bate-papo. Agradecimento especial ao Sebrae-AL pelo convite para participar desse workshop, Washington Lima mediador do debate e ao Caio Zucchinali que trouxe insights enriquecedores para o debate. Não quer perder o próximo evento? Fique por dentro das nossas redes sociais.

The following two tabs change content below.

Guilherme Paraol

Doutorando no PPEGC (UFSC) e membro do grupo de pesquisa VIA - Estação Conhecimento. Realiza pesquisa com foco em ecossistemas de inovação. Atua nos projetos de mapeamento, ativação e orquestração de ecossistemas de inovação.

Latest posts by Guilherme Paraol (see allVIA - Knowledge Station