Img3

VIA faz diagnóstico de ecossistemas de inovação no Brasil e no exterior

O Grupo VIA Estação Conhecimento realizou no mês de novembro quatro workshops de diagnóstico sobre os ecossistemas de inovação de cidades brasileiras e do exterior. Os workshops tiveram como objetivo identificar práticas e necessidades dos ecossistemas locais. Dessa forma, as atividades ocorreram no ecossistema de Rio do Sul – SC e no ecossistema de Santana do Livramento e Rivera na fronteira Brasil-Uruguai.

Workshops aproximam atores regionais para discussão sobre os ecossistemas de inovação

Os workshops de diagnóstico em Rivera e Santana do Livramento ocorreram nos dias 11 e 12 de novembro de 2020. Desse modo, participaram dos workshops cerca de 30 atores de ambas as cidades das diversas hélices do ecossistema de inovação. Os atores aproveitaram para trocar experiências e descreverem suas percepções quanto as práticas e necessidades do ecossistema local.

Em Rio do Sul os workshops ocorreram nos dias 17 e 19 de novembro. Assim, cerca de 25 atores locais participaram desse movimento colaborativo. De igual modo, houveram muitas trocas de informações entre os atores quanto as práticas e necessidades do território. Todos os workshops ocorreram de forma virtual para garantir a segurança de todos os participantes. A mediação foi realizada pelo Grupo VIA.

A próxima etapa

Após realização dos workshops todos os dados levantados são analisados. Dessa forma, o próximo passo é a apresentação dos resultados colhidos durante as etapas de reconhecimento e diagnóstico. O feedback ocorrerá no ecossistema da fronteira de Santana do Livramento e Rivera no dia 30 de novembro. Por sua vez, em Rio do Sul será no dia 8 de dezembro.

Metodologia VIA

A metodologia VIA consiste em diferentes etapas de entendimento do ecossistema de inovação. O objetivo é entender quem são os atores locais, suas práticas e necessidades. A partir do diagnóstico torna-se possível aos atores locais definir um plano de ação para orquestrar e ativar o ecossistema de inovação do município. Um ecossistema de inovação ativo tem a capacidade de gerar um potencial competitivo para o território. Portanto, o Grupo VIA em parceria com os atores locais, pretende ao final do projeto ajudar a orquestrar o ecossistema de inovação para produzir maiores e melhores resultados.

Dessa forma, por intermédio de sua metodologia a #EstaçãoVIA vem colaborando com diversas localidades para o reconhecimento, orquestração e ativação de seus ecossistemas de inovação. Nessa perspectiva, Florianópolis/SC, Blumenau/SC, Chapecó/SC, São José/SC, Caxias do Sul/RS, Santa Maria/RS, Santarém/PA são exemplos de localidades onde a Metodologia VIA foi aplicada. Atualmente a metodologia está sendo aplicada nas cidades de São Bento do Sul, Rio do Sul e Santana do Livramento – Rivera na fronteira Brasil – Uruguai.

The following two tabs change content below.

Guilherme Paraol

Doutorando no grupo Via-Estação Conhecimento. Realiza pesquisa com foco em ecossistemas de inovação, habitats de inovação e sistemas de inovação.