Israel2

Conheça o ecossistema inovador de Israel

Olá, no post de hoje descrevo como o ecossistema de Israel é visto como referência em inovação no mundo. O país do Oriente Médio, com cerca de 9 milhões de habitats e 71 anos de existência é considerado a nação das startups. Thus, no país estão situadas mais de 300 multinacionais com centro de pesquisa de alta tecnologia. Por exemplo, empresas como Microsoft, IBM, Apple, Cisco, HP e Intel.

No entanto, o destaque para o país judaico não ocorre apenas pela presença de gigantes mundiais de tecnologia. Mas sim, pela quantidade de startups oriundas do país. É o maior número de e startups per capita do mundo, que corresponde a uma para cada 1,8 mil habitantes (StartSe, 2019). Apenas para efeito de comparação, no Brasil é cerca de uma para cada 33 mil habitantes.

Mas quais os motivos desse sucesso?

Como Israel alcançou a marca de país das startups

Segundo Milazzo (2019), um dos ingredientes é a força existente na diversidade. Sua população é extremamente heterogênea, uma vez que é composta por pessoas originárias das mais diferentes nacionalidades que se juntaram pela religião. Thus, está múltipla variedade de cultura, aponta Milazzo, contribuem para ofertar a Israel, distintas visões e formas de pensamento, importantes para estimular o olhar “fora da caixa” tão necessário para a inovação.

No entanto, isso não seria suficiente para tornar Israel no país das startups. Thus, o investimento em inovação também foi fundamental. That way, cerca de 4,4% do total do PIB do país é investido em tecnologia, laboratórios, universidades e capacitação. Thus, os setores públicos, privado e acadêmico trabalham em cojunto para criar este ambiente empreendedor. Besides, educação básica de qualidade e boas universidades, entre outros fatores, formam pessoas com talento para empreender (StartSe, 2019).

Tel Aviv, Israel. Photo by Shai Pal on Unsplash

Ainda nesse ínterim, o viés militar também é importante. Portanto, durante o treinamento, os jovens aprendem a importância do desenvolvimento de soluções mais modernas e de assumir grandes responsabilidades. A partir disso, muitos acabam empreendendo posteriormente. Milazzo (2019) destaca que, ao servir ao exército as pessoas precisam ingressam na universidade. Besides, os jovens costumam viajar para o exterior desde cedo, o que os torna profissionais maduros.

Curiosidades sobre a inovação em Israel

Geromel (2018), destacou alguns pontos sobre a inovação em Israel:

Cultura empreendedora: A sociedade valoriza empreendedores e aceita e celebra fracassos.

Apoio governamental para investimentos em inovação: Para incentivar investimento em startups, em 1991 o governo criou um modelo de incubação que dava dinheiro para startups sem ter participação no capital social da empresa. currently, o governo não apoia mais esta iniciativa pois já há capital suficiente para startups.

Capital abundante para startups na nova economia (high tech companies): Em 2017, mais de US$5,2 bilhões foram investidos por VCs (venture capitalists) em Israel. Destes, 84% foi oriundo de fundos estrangeiros.

Sociedade dá boas vindas a imigrantes: Cerca de 3,1 milhões do total de habitantes são imigrantes. Destes, more of 1 milhão são oriundos da Rússia. Grande parte destes imigrantes russos possuem alto nível de educação.

Alta exposição cultural para outras culturas: Dentre os 8,8 milhões de habitantes, more of 4 milhões dos habitantes viajaram para o exterior.

Ficou curioso para saber mais? Acesse os links nas referências.

Acessa também nosso e-book sobre o ecossistema de Florianópolis e entenda como a capital catarinense se tornou a ilha do sílicio.

Referências

GEROMEL, Ricardo. Entenda como Israel se tornou a “startup nation”. 2018. Disponível em: <https://www.startse.com/noticia/ecossistema/49540/entenda-como-israel-se-tornou-startup-nation>. Acesso em: 13 dez. 2019.

MILAZZO, Zaima. Modelo de inovação de Israel: lições e oportunidades para o Brasil. 2019. Disponível em: <https://www.startse.com/noticia/ecossistema/69060/israel-inovacao>. Acesso em: 13 dez. 2019.

STARTSE. Como Israel se tornou um dos países mais inovadores do mundo com apenas 70 anos. 2019. Disponível em: <https://www.startse.com/noticia/ecossistema/68088/israel-startup-nation>. Acesso em: 13 dez. 2019.

The following two tabs change content below.

Guilherme Paraol

Doutorando no grupo Via-Estação Conhecimento. Realiza pesquisa com foco em ecossistemas de inovação, habitats de inovação e sistemas de inovação.