Social Innovation

Social Innovation: alinhamento de conceito

Como transformar a palavra da moda em termo duradouro

Como muitas expressões, inovação social ainda é um termo que não tem significado estabelecido ou pelo menos que seja consensual no universo acadêmico. Sentindo a necessidade de propor uma descrição que abrangesse definições existentes, Eduardo Pol e Simon Ville, da Universidade de Wollongong na Austrália, desenvolveram uma pesquisa bibliográfica com este objetivo.
Para chegar na terminologia proposta pelos autores, são identificadas quatro definições existentes. Dessa pesquisa surgiu o artigo Inovação social: palavra da moda ou termo duradouro? O título vem da percepção de que, para alguns estudiosos, inovação social é um termo impreciso demais para ser aplicado. Para outros, no entanto, identifica um tipo de inovação relevante.

Conceito 1: Inovação social e mudança institucional

Para Hamalainen e Heiscala, existem cinco tipos de inovação: tecnológica, econômica, reguladora, normativa e cultural.
Segundo eles “as inovações sociais são mudanças nas estruturas [ou classes] cultural, normativa ou reguladoras da sociedade que melhoram recursos de poder coletivo e aprimoram seu desempenho econômico e social”. (HAMALAINEN; HEISCALA, 2007, apud POL; VILLE, 2009, tradução nossa)

Conceito 2: Inovação social e fins sociais

Para a fundação The Young Foundation inovação social são atividades e serviços inovadores que são motivados pelo objetivo de necessidades sociais e que são predominantemente desenvolvidos e difundidos através de organizações cujos propósitos principais são sociais”. (Young Foundation, 2007, apud POL; VILLE, 2009, tradução nossa)

Conceito 3: A inovação social e o bem público

Já para a organização Centre for Social Innovation inovação social representa ideias novas que “resolvem os desafios sociais, culturais, econômicos e ambientais existentes para o benefício das pessoas e do planeta. (…) uma mudança de sistema – altera permanentemente as percepções, comportamentos e estruturas que anteriormente originaram esses desafios”. (Centre for Social Innovation, 2008, apud POL; VILLE, 2009,tradução nossa)

Conceito 4: Inovação social e as necessidades não assumidas pelo mercado

Finalmente, for or Forum Social Innovations a inovação social busca elucidar problemas sociais ao “identificar e entregar novos serviços que melhoram a qualidade de vida de indivíduos e comunidades; identificando e implementando novos processos de integração no mercado de trabalho, novas competências, novos empregos e novas formas de participação” (Forum on Social Innovation, 2000, apud POL; VILLE, 2009, tradução nossa).

Inovação social pelos autores

Já que para Pol e Ville a terminologia usada é essencial para a comunicação interdisciplinar, houve a necessidade da unificação do termo usado. Para isso, os autores buscam o denominador comum entre as definições existentes.
Ao analisarem os pontos de convergência e divergência das expressões anteriores, chegaram na sua própria definição:

Uma inovação é chamada de inovação social se a ideia implícita tiver o potencial de melhorar a qualidade ou a quantidade de vida. Exemplos de inovações que se encaixam bem com esta definição são abundantes: as inovações favoráveis a uma melhor educação, uma melhor qualidade ambiental e a uma maior expectativa de vida, por exemplos. A adição (ou união) dos conjuntos de inovações sociais e comerciais não abrange todo o conjunto de inovações concebíveis (…). As inovações sociais não são necessariamente motivadas pelo lucro e as inovações empresariais não precisam ser inovações sociais.

(POL; VILLE, 2009, tradução nossa)

Tendo seu conceito definido, os autores chegam no seguinte diagrama:

inovação social

Na figura, é possível ver “SI”: inovação social, “BI”: inovação empresarial e “Bifocal Innovations”: inovações bifocais. Em azul podemos observar como existem inovações empresariais que não têm nenhuma sobreposição com inovações sociais; o inverso também é verdadeiro. Besides, também podemos notar em rosa uma área convergente entre as duas formas de inovação.

Tentando responder à questão central do artigo de Pol e Ville, a inovação social pode ser percebida como uma palavra da moda quando não se aplica ao conceito estabelecido, sendo apenas empregada por algumas empresas como um selo para fins de marketing. Por outro lado, a expressão encontra sentido quando consiste em uma ideia ou projeto de transformação com propósito no bem-estar comum.

Para mais artigos interessantes sobre inovação acompanhe nosso blog!

 

Reference:

POL, Eduardo; VILLE, Simon. Social innovation: Buzz word or enduring term? 2008. 8 f. School Of Economics, University Of Wollongong, Australia, 2009.

The following two tabs change content below.

Lígia Sell

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Latest posts by Lígia Sell (see all)