Habitats

O Circuito de Habitats de Inovação faz rodízios em diversos ambientes e em sua sexta edição chega ao Sapiens Parque

Habitats de inovação marcam as conexões do Circuito de Habitats de Inovação e Empreendedorismo

O Circuito de Habitats de Inovação e Empreendedorismo está em sua sexta edição. Com apoio dos habitats de inovação, da FAPESC e da SDS, o evento vem reunindo o ecossistema de inovação para tratar de assuntos relevantes no desenvolvimento dos ambientes catarinenses e mostrar cases empresariais de sucesso que tenham apresentado interação com os habitats catarinenses.

Na VI edição, o evento é realizado no Sapiens Parque. Com uso do espaço da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) a novidade foi a apresentação do mais novo ambiente do estado: a Incubadora Novus! Ligada a Secretaria de Inovação da UFSC foi possível identificar as estratégias que a Universidade está articulando para potencializar as ações de empreendedorismo e inovação na academia. Rafael Moré apresentou a infraestrutura da Incubadora e o planejamento do processo a ser realizado com os futuros empreendedores universitários.

O propósito da Novus, inaugurada em em 15 de março, é:

  1. Promover as políticas de desenvolvimento e fortalecimento da inovação científica e tecnológica mediante o estímulo à construção de ambientes especializados e voltados ao empreendedorismo inovador;
  2. Apoiar os empreendimentos de discentes, docentes e servidores técnico-administrativos além da comunidade em geral;
  3. Fomentar o empreendedorismo como um dos caminhos pelos quais a UFSC pode modificar a realidade à sua volta de uma forma construtiva, beneficiando a sociedade e auxiliando no início das atividades profissionais e empresariais de seus egressos;
  4. Auxiliar a criação de Startups de base tecnológica, empreendimentos spin-off com origem na UFSC ou empresas que estão associadas à Universidade através de seus discentes, docentes e técnico-administrativos;
  5. Apoiar os projetos de inovação e de desenvolvimento tecnológicos voltados ao surgimento de novas empresas;
  6. Potencializar o desenvolvimento local, regional e nacional;
  7. Apoiar a geração de emprego e renda;
  8. Aproximar a Universidade do ambiente produtivo, com especial atenção a valoração de intangíveis;
  9. Estimular a proteção à propriedade intelectual como ferramenta de transferência de tecnologia e inovação; E
  10. Estimular o surgimento de spin-off originárias de laboratórios, projetos de pesquisa e departamentos UFSC.

Segundo Moré, em breve a incubadora apresentará edital para as ideias de alunos, professores e demais membros da comunidade.

Quer saber mais sobre o conceito de incubadoras e pré-incubadoras? Acesse nossos ebooks:

FERREIRA, M.; TEIXEIRA, C. T. Pré-Incubadora: Alinhamento conceitual.

AZEVEDO, I. S.;TEIXEIRA, C. S. Incubadoras: Alinhamento conceitual.

Open Sapiens compõe Circuito de Habitats de Inovação e Empreendedorismo

João Tibincovski– coordenador do Open Sapiens falou sobre o conceito do maior parque de inovação do Brasil – O Sapiens Parque. Tibincovski contextualizou o histórico do ambiente e indicou as projeções futuras, quando o Parque deve chegar a 45 mil colaboradores em 2035. Os desafios do Parque vêm sendo superados. A infraestrutura está sendo implantada e em breve novas unidades serão inauguradas, como o Centro de Inovação da ACATE, a Fundação CERTI e o Centro de Convivências Makan.

Além disso, só no ano passado, o projeto Open Sapiens, uma parceria do Sapiens Parque com a VIA Estação Conhecimento – trouxe para dentro do Parque quase 900 pessoas de diferentes faixas etárias e de diferentes segmentos e regiões do país. O Open Sapiens permite o conhecimento do Parque e de suas ações em uma visita que aproxima a comunidade geral de empreendedores alocados no Parque. Saiba mais do projeto aqui!

Quer saber mais sobre a tipologia de Parques? Acesse aqui!

Quer conhecer alguns cases no mundo? Clique aqui!

Você também pode navegar pelos habitats de inovação do mundo por meio do Mapa da VIA!

Habitats

Habitats de Inovação no mundo

Empresas mostram potencial no Circuito de Habitats de Inovação e Empreendedorismo

No Parque, chama a atenção a empresa Reitz Innovation que é considerada inovadora principalmente pela maneira inédita de compreender e documentar a intensidade da dor. Os resultados são obtidos pelo cruzamento de dezenas de variáveis que revelam um algoritmo mapeando com maior precisão a dor do paciente. As dores são medidas em RTz – a escala Reitz de Identificação, Avaliação e Quantificação (IAQ).

A Due Laser apresentou seu case no Circuito. Mesmo não sendo alocada no Sapiens a empresa aceitou o desafio de mostrar seu produto – cortadora a laser e demonstrar o potencial de ter participado de Projetos como o Sinapse da Inovação. Além disso, a empresa tem forte apelo ao mundo maker e em breve estará com uma parceria com o grupo VIA Estação Conhecimento! #Go

Quer saber mais sobre o mundo maker? Acesse nosso ebook aqui!

The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, por medio de acciones de educación, investigación y educación. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.