Habitats

Alunos da disciplina fazem TOUR em habitats brasileiros

VIA estimula o conhecimento sobre os habitats de inovação: Parques são conhecidos por alunos

Não apenas a equipe da VIA faz tour pelos habitats de inovação, mas conseguimos inspirar mudanças entre nossos alunos. #GoGoGo

Pioneira na Universidade Federal de Santa Catarina, a VIA Estação Conhecimento apresenta proposta de disciplinas voltadas à temática de habitats de inovação.

Quer saber sobre as disciplinas de inovação e empreendedorismo da UFSC? Clique aqui e navegue pelas Trilhas das Disciplinas!

Tanto na pós quanto na graduação o conhecimento sobre os ambientes catarinenses, brasileiros e mundiais inspiram as propostas dos universitários. Ao conhecer os ambientes, alunos podem identificar as oportunidades que não estão apenas ligadas ao empreendedorismo para a criação de startups! Os alunos conseguem identificar oportunidades de consultoria, investimentos ou ainda a atuação na própria gestão dos ambientes.

Esse ano, Renan Müler – aluno da disciplina de Habitats de Inovação e graduando da economia – teve a oportunidade de visitar o Sapiens Parque durante o VI Circuito de Habitats de Inovação e Empreendedorismo – promovido pela VIA! Müler relata que ficou impressionado com as dimensões do projeto e as possibilidades que esse tipo de ambiente pode trazer a cidade.

Quer saber mais sobre o Sapiens Parque? Aproveita para agendar visita no Open Sapiens!

Motivado por isto, ao voltar para casa em Botucatu/SP, no feriado do Dia do Trabalho, Müler foi pesquisar sobre os ambientes de incentivo à inovação existentes na região.

Para minha surpresa e desconhecimento, a cidade criou um parque tecnológico o qual fui visitar! Apesar de ser feriado consegui entrar no prédio, comemora Müler!

O Parque Tecnológico Botucatu foi concebido para ser um ambiente diferenciado, promotor da inovação por meio da interação entre as bases do conhecimento (universidades, centros e institutos de pesquisa e desenvolvimento) e a base produtiva (empresas). O ambiente de inovação existe a partir da parceria firmada entre Governo do Estado de São Paulo e Município de Botucatu e se caracteriza como um instrumento integrador de parceiros de todos os segmentos da sociedade que possam contribuir decisivamente para o desenvolvimento regional sustentável.

O histórico do Parque indica a importância do estabelecimento do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), instituído pela Lei Complementar 1.049 from the 19 de junho de 2008 e regulamentada pelo Decreto 54.196, from the 2 de abril de 2009. Em setembro do mesmo ano, Botucatu foi pré-credenciada no SPTec e a idealização do Parque Tecnológico passa por um estudo de Viabilidade Técnica e Científica. Quatro anos depois, em 10 de dezembro de 2013, foi estabelecida a Lei Municipal 5.547, que dispõe sobre o Sistema de Inovação de Botucatu, contendo a descrição das medidas de incentivo à inovação tecnológica, à pesquisa científica e tecnológica, ao desenvolvimento tecnológico, à engenharia não-rotineira e à extensão tecnológica em ambiente produtivo no Município.

O Parque Tecnológico Botucatu foi inaugurado em 14 de abril de 2015 e os primeiros Chamamentos Públicos para o estabelecimento de empresas no Parque Tecnológico Botucatu foram divulgados a partir de março de 2015.

O Parque conta com três Clsuter, being: BioTec, TIC e Aereo. Conta ainda com duas incubadoras – the Prospecta e a Incubadora Botucatu.

Informações sobre o Parque podem ser acessadas aqui!

#Go continuamos Inspiring Change | Transforming ideas | Connecting talents

 

The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, through education, research and extension. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.