WhatsApp Image 2018 01 23 At 18.10.20

A Rede de Cidades Criativas da UNESCO

Cidades brasileiras integram a Rede de Cidades Criativas

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) criou em 2004 sua Rede de Cidades Criativas para promover a cooperação com e entre as cidades que identificaram a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável. A rede também está comprometida com o desenvolvimento da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030 e seus objetivos são:

  • Estimular e reforçar as iniciativas lideradas pelas cidades-membros para tornar a criatividade um componente essencial do desenvolvimento urbano por meio de parcerias entre os setores público e privado e a sociedade civil;
  • Fortalecer a criação, produção, distribuição e divulgação de atividades, bens e serviços culturais;
  • Desenvolver polos de criatividade e inovação e ampliar as oportunidades para criadores e profissionais do setor cultural;
  • Melhorar o acesso e a participação na vida cultural, bem como o aproveitamento dos bens e serviços culturais, nomeadamente para os grupos e indivíduos marginalizados ou vulneráveis;
  • Integrar plenamente a cultura e a criatividade no desenvolvimento de planos e estratégias locais.
Arte urbana em Oslo

Arte urbana em Oslo

Dessa forma, para atingir os objetivos da rede, as 180 cidades de 72 países que a integram comprometem-se a trabalhar conjuntamente, compartilhar suas melhores práticas e a buscar desenvolver parcerias públicas, privadas e com a sociedade. A rede abrange sete áreas criativas: artesanato e folclore, mídia, cinema, design, gastronomy, literatura e música.

Mapa da Rede de Cidades CriativasFonte: ​Creative Cities MAP – UNESCO.

Brasil na Rede de Cidades Criativas

O país integra 8 cidades à rede atualmente, as quais seguem: Salvador (music), Santos (cinema), Curitiba (design), Brasília (design), João Pessoa (artesanato), Belém (gastronomy), Paraty (gastronomy) e Florianópolis (gastronomy). Ainda não há cidades brasileiras nas áreas de literatura e mídia.

Nossa cidade, Florianópolis, foi a primeira cidade brasileira a conquistar seu espaço na rede pela área de gastronomia, em 2014. Veja aqui mais detalhes sobre os objetivos e responsabilidades da cidade junto à rede.
Para integrar a Rede de Cidades Criativas, as cidades interessadas devem apresentar candidatura formal e demonstrar claramente a sua vontade, empenho e capacidade de contribuir para os objetivos da rede em conjunto com as demais.
Em 2017 a VIA participou do V Congresso Internacional de Cidades Criativas, em Porto – Portugal, cidade criativa da rede da UNESCO. Os trabalhos publicados na ocasião pelos pesquisadores do grupo podem ser acessados nos links:
Para mais informações sobre a rede acesse o portal: en.unesco.org/creative-cities/
The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, through education, research and extension. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.