Aceleradora Salto

Salto Aceleradora, primeiro programa de aceleração para microempreendedores

Lançada no último dia 18 de maio, na Palhoça, a Salto Aceleradora é o primeiro programa de aceleração do país direcionado para microempreendedores.

Conforme o Portal do Empreendedor, o Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Para ser um MEI é necessário ter um faturamento de no máximo R$ 60.000,00 por ano e não possuir participação societária.

São muitas vantagens oferecidas pela Lei 128/2008 entre elas estão o registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilitará a abertura de a abertura de conta bancária, pedido de empréstimos, emissão de notas fiscais, e benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria. O empreendedor passará a se enquadrar no Simples Nacional e ficará isento de tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).

Além de todas essas vantagens, agora o microempreendedor catarinense contará com os benefícios de uma aceleradora, localizada na cidade de Palhoça.

A Salto surgiu como uma parceria do Impact Hub, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (SEBRAE) e a Prefeitura Municipal da Palhoça. Irá atuar de modo a buscar o desenvolvimento profissional e pessoal de cada microempreendedor, e assim melhorar o seu negócio e sua renda.

O programa de aceleração possui três fases – saltos –  e tem duração de cinco meses.

  • Durante os meses de maio e junho ocorrerão eventos nos bairros da cidade de Palhoça para a captação de empreendedores, que permitirão conhecer e experimentar o programa;
  • O programa intensivo começará no mês de junho com mentorias e workshops para os negócios inscritos na primeira fase;
  • A última fase ocorre em agosto. Com a ajuda de mentores pessoais, cada MEI vai implementar estratégias de crescimento.

Durante o programa o MEI inscrito vai contar com suporte personalizado e diversos benefícios como:

  • Casos Inspiradores: Casos concretos de MEI’s que conseguiram crescer o seu negócio e se desenvolver como empreendedores;
  • Workshops mão na massa: Os workshops apresentarão ferramentas para que os participantes entendam melhor os desafios e oportunidades do negócio;
  • Labs de troca de experiências: Compartilhamento de experiências e networking;
  • Mentoria personalizada: Mentorias individuais permite a discussão sobre questões cruciais para o sucesso do negócio.

Para participar do programa de aceleração é preciso ser MEI registrado na Prefeitura de Palhoça e preencher o formulário presente no próprio site. As inscrições foram prorrogadas até dia 20 de junho. Aproveite!

* Por Clarissa da Silva Flôr – Graduanda em Administração – Universidade Federal de Santa Catarina