Mapa Ranking

O Ranking Connected Smart Cities!!

Esta semana estamos falamos das cidades humanas e inteligentes e agora é a vez de destacar os Rankings que elegem essas cidades inteligentes.

As cidades inteligentes estão emergindo cada vez mais frente às necessidades da nova sociedade da tecnologia e informação, ela vem como um novo modelo de estratégia que aborda também os conceitos de meio ambiente e sustentabilidade.

Com a estimativa de que ocorra um rápido crescimento urbano até 2050, as cidades precisam se tornar sustentáveis e habitáveis pois essas são as características essenciais para um futuro próspero. Então, quais as cidades que estão dando certo, e quais estão ficando para trás?

Para ter essa informação e para que ela seja confiável, surgem os rankings de cidades inteligentes! Nesses tipos de estudos comparativos, as cidades são avaliadas e classificadas no que diz respeito às suas diferentes características econômicas, sociais, e geográficas, a fim de revelar o melhor (e os piores) lugares para determinadas atividades.

Vários são os rankings desenvolvidos pelo mundo para avaliar as cidades, no entanto, o Ranking Connected Smart Cities é o único que avalia as cidades Brasileiras e suas iniciativas para se tornarem inteligentes.

Este ranking é desenvolvido pela Urban Systems, uma empresa que oferece soluções estratégicas e competitivas que apoiam o processo decisório e o planejamento de projetos de base imobiliária, em parceria com a Sator, empresa organizadora do evento homônimo de mesmo nome onde são lançados anualmente desde 2015 as versões mais atualizadas deste ranking.

O Ranking Connected Smart Cities foca em atender as necessidades do cidadão, visando que as cidades brasileiras possam vir a ser mais inteligentes e conectadas, e para que nos próximos 10 anos seja possível que as mesmas subam o patamar na escala do desenvolvimento, se aproximando dos índices dos modelos das cidades inteligentes do mundo, para buscar inspiração em soluções implantadas nas consideradas como mais inteligentes.

Os indicadores utilizados para esta avaliação foram pensados e estudados para atender o princípio de uma smart citie, sendo aquela que cresce de forma planejada através da análise do desenvolvimento de 11 eixos, os quais são: Mobilidade, Urbanismo, Meio Ambiente, Energia, Tecnologia e Inovação, Economia, Educação, Saúde, Segurança, Empreendedorismo e Governança.

Como resultados de 2015 e 2016 mantêm-se entre as primeiras posições as principais cidades do país, Rio de Janeiro e São Paulo, invertendo-se entre as primeira e a segunda posição, Florianópolis sobe uma posição de 2015 para 2016, variando entre a oitava e sétima posição, como é possível ver no quadro comparativo abaixo.

2015 2016
Posição Município Pontos Posição Município Pontos
Rio de Janeiro (RJ) 29,99 São Paulo (SP) 35,71
São Paulo (SP) 29,36 Rio de Janeiro (RJ) 34,96
Belo Horizonte (MG) 28,91 Curitiba (PR) 34,88
Brasília (DF) 28,34 Brasília (DF) 33,84
Curitiba (PR) 28,10 Belo Horizonte (MG) 33,19
São Caetano do Sul (SP) 28,09 Vitória (ES) 32,91
Vitória (ES) 28,01 Florianópolis (SC) 32,50
Florianópolis (SC) 26,56 Barueri (SP) 31,99
Porto Alegre (RS) 26,05 Recife (PE) 31,86
10º Recife (PE) 25,76 10º Campinas (SP) 31,39

A equipe do Via realizou um estudo sobre este ranking que foi aprovado e apresentado durante o Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação – CIKI, que esse ano teve sua edição em Bogotá na Colômbia. O artigo intitulado ANÁLISE DO RANKING CONNECTED SMART CITIES pode ser acesso de forma gratuita aqui!

Confira outros artigos nos Atalhos do Conhecimento da VIA!

Vale a pena conferir e ficar por dentro!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.