1

O ecossistema de inovação do grupo chinês Insigma

Um ecossistema de inovação de colaboração multiplataforma

Olá, tudo bem? Hoje o post apresenta como o ecossistema de inovação de uma empresa líder em tecnologia está organizado. Assim, visa demonstrar na prática, como uma grande empresa atua em colaboração com diversos atores do ecossistema. Para tanto, utiliza-se do estudo realizado por Su, Zheng e Chen (2018).  O foco do estudo de Su, Zheng e Chen (2018) foi a corporação chinesa Insigma. A empresa foi fundada em 2001, dentro da universidade de Zhejiang. Atualmente, a organização é um grupo internacional de serviços de alta tecnologia e a empresa líder do campo de inovação da cidade inteligente verde da China.

A importância do ecossistema de inovação

O ecossistema de inovação é um conceito emergente e popular nos círculos acadêmicos e industriais. Desse modo, muitas empresas estão tentando construir ou aderir a um ecossistema de inovação vigoroso. O objetivo é aumentar suas capacidades em direção à inovação e às respostas do mercado. Por exemplo, empresas líderes como Apple, Google, IBM, Microsoft, Siemens, P&G e Walmart criaram ecossistemas de inovação complexos e em grande escala (Su; Zheng; Chen, 2018).

No entanto, existem outras empresas que não são capazes de construir ecossistemas de inovação por si mesmas. Ao invés disso, participam de um ecossistema de inovação existente. Dessa maneira, visam criar mais valor por meio de um ecossistema. Uma vez que, a inovação bem-sucedida geralmente depende da estreita colaboração entre as empresas e seus parceiros. O que ocorre é que nos ecossistemas de inovação, as empresas podem coopetir. Ou seja, competir para ganhar participação de mercado, mas cooperar para defender, desenvolver e crescer ao mesmo tempo. Desse modo, uma única organização pode participar de vários ecossistemas. Além disso, pode ter papéis diferentes em cada um deles.

Nesse contexto, o Insigma Group, um dos maiores provedores de serviços de TI na China está tentando construir seu próprio ecossistema de inovação. Assim, possui funções de ideação, empreendedorismo, financiamento e investimento e inovação. Ademais, possui relação com universidades de ponta, institutos de pesquisa, recursos governamentais, parceiros corporativos estratégicos, fundos de capital, clientes e funcionários embutidos no ecossistema. O objetivo deste post é justamente analisar esses parceiros que colaboram com a empresa.

A configuração do ecossistema de inovação

Os ecossistemas de inovação surgem, ou são criados geralmente, em torno de um nó central. Este nó pode ser uma plataforma tecnológica ou um conjunto de condições que atraem atores chaves. Assim, sob a perspectiva do ecossistema de empresas, o nó central é formado, por uma organização inovadora. Desse modo, Su, Zheng e Chen (2018) consideram que os outros atores formam a periferia do ecossistema. Neste contexto, governos, instituições financeiras, fornecedores e complementadores, clientes, agentes intermediários, institutos de pesquisa, universidades e até concorrentes constituem o ecossistema de inovação. O objetivo destes atores é apoiar as atividades de inovação do empreendimento central.

As dimensões do ecossistema de inovação

Nessa perspectiva, Su, Zheng, e Chen (2018) consideram que o ecossistema possui três camadas. Estas são: camada central, camada de plataforma e camada de desenvolvimento e aplicação. Assim, a camada central consiste em uma ou mais empresas com forte influência no ecossistema de inovação. Portanto, as empresas na camada central atuam como reguladores e coordenadores do ecossistema. Assim como, fazem grandes esforços para construir a camada de plataforma, que conecta as outras duas camadas.

Dessa maneira, a camada de plataforma é fornecida pela camada central, nas formas de tecnologia, centros de P&D, fóruns e concorrência. Assim, consiste de recursos relacionados à inovação, incluindo recursos de tecnologia, recursos de informações, recursos financeiros; serviços especializados em marketing, etc. A camada de plataforma merece destaque, porque e onde a cooperação realmente acontece.

A camada de desenvolvimento e aplicação consiste em atores que mantêm relações estreitas com atividades de inovação. Assim, são constituídos por parceiros industriais, instituições financeiras, institutos de pesquisa, universidades e clientes, etc. Estes, são considerados os atores periféricos do ecossistema. Esses atores participam por meio da camada de plataforma com seus conhecimentos, habilidades, produtos e serviços altamente especializados.

Baseado nessa estrutura, Su, Zheng e Chen (2018) criaram uma nova, para analisar o Grupo Insigma. Esta estrutura, de núcleo-periferia possui uma camada tripla. A estrutura pode ser visualizada na figura 1.

Figura 1: Estrutura núcleo-periferia de camada tripla.

Fonte: Su, Zheng e Chen (2018).

Nesse contexto, uma organização central pode construir intencionalmente algumas plataformas de inovação com diferentes funções, que conectam diferentes atores periféricos. Além disso, há interações intensivas e colaborações entre essas plataformas, estimulando assim o crescimento da inovação.

Ecossistema de inovação da Insigma

A seguir é apresentado o ecossistema de inovação do Grupo Insigma, que revela as principais organizações e tecnologias, quatro plataformas de inovação e vários parceiros profissionais. A figura 2 apresenta o ecossistema de inovação do Grupo Insigma.

Figura 2: Ecossistema do Grupo Insigma.

Fonte: Su, Zheng, e Chen (2018).

Além disso, as relações e políticas governamentais desempenharam um papel muito importante na formação deste ecossistema.

O papel do governo

O Grupo Insigma possui contato próximo com o governo da província de Zhejiang e com o governo municipal de Hangzhou. Assim, participou de muitos projetos públicos de serviços de TI, como o governo eletrônico, transporte público inteligente e o projeto de cartão cidadão de Hangzhou.

Por outro lado, o governo central chinês introduziu várias políticas para apoiar a estratégia de desenvolvimento do “empreendedorismo popular, inovação em massa” desde 2014. Dessa forma, estimulou o empreendedorismo e a inovação por meio de orientação política, subsídios fiscais e investimento em infraestrutura. Além disso, capital de risco, incubadoras e fundos de anjos são todos aspectos novos que não puderam ser vistos na versão antiga do ecossistema de inovação do Grupo Insigma. Assim, Su, Zheng e Chen (2018) destacam que a influência do governo e suas políticas em todos os aspectos das empresas é muito óbvia e significativa.

A camada central

Após quase 15 anos de desenvolvimento, o Insigma Group construiu sua própria capacidade interna de inovação. Dessa forma, possui atualmente uma estrutura de três níveis. No topo da estrutura está o Insigma Innovation Research Institute. Este é responsável pelo desenho do sistema de inovação e pela tomada de decisões estratégicas de todo o grupo. O nível intermediário consiste no Insigma Technology Research Institute, no United Mechanical & Electrical Technology Center e no Green City Research Institute. Estes são os principais impulsionadores de pesquisa das principais subsidiárias do Grupo Insigma.

No nível inferior, há centros de pesquisa e laboratórios focados em áreas específicas e pertencentes aos institutos de pesquisa de nível médio. Estes são o Centro de Pesquisa em Computação em Nuvem (CCRC), o Big Data Lab (BDL), o Software Application Research Center (SARC). Além do Centro de Pesquisa de Trânsito Ferroviário (RTRC), Centro de Pesquisas Energéticas e Ambientais (EERC) e Centro de Pesquisa de Material Semicondutor (SMR). A maioria desses institutos de pesquisa são controlados diretamente pela Insigma. Assim, a empresa tem colaborações próximas e realiza programas de intercâmbio de talentos com as melhores universidades. Portanto, esse sistema interno de inovação de três níveis e as principais capacidades tecnológicas compõem a camada central e lideram a direção de inovação do ecossistema de inovação do Grupo Insigma.

Existem ainda, a presença de outras plataformas, como demonstrado a seguir.

A plataforma de ideação

A plataforma de ideação é muito importante. Nela ocorrem competições criativas. Tais competições podem ser realizadas dentro do Grupo, em universidades ou até mesmo na Internet. Assim, funcionários da empresa, estudantes universitários e clientes podem participar de tais competições, apresentando suas ideias e planos. Como resultado, essas competições ajudam o Grupo Insigma a obter muitas inovações incrementais.

As competições de risco tornaram-se a outra atividade principal na plataforma de ideação nos últimos anos. A diferença desta, é que os mecanismos de incubação empresarial se tornaram mais maduros. Assim, projetos excelentes são transferidos para a plataforma de empreendedorismo, que fornece financiamento anjo e serviços especializados para startups.

A plataforma de empreendedorismo

A plataforma de empreendedorismo foi elevada a uma posição estratégica da empresa. Está de acordo com a tendência do empreendedorismo popular em resposta ao apelo do governo. Assim, possui uma incubadora, chamada de “Insigma Cube”. Juntamente com o fundo de investimentos anjo são os principais componentes desta plataforma. Portanto, a plataforma oferece a maioria das coisas que uma empresa precisa durante seus primeiros estágios.

Por exemplo, o fundo de investimento anjos pode fornecer o dinheiro exigido por novas empresas. Já, a incubadora tem muitas funções, como fornecer espaço de trabalho, apresentar investidores e oferecer assessoria jurídica. Em comparação com as incubadoras comuns sem um histórico industrial, a vantagem exclusiva do Cubo Insigma é que as empresas podem entrar em contato com as melhores universidades, empresas de grande porte e governos por meio da rede do Grupo Insigma. Desse modo, muitas empresas de empreendimentos promissoras focadas em saúde, educação, computação em nuvem, e-commerce, Internet das Coisas e hardware inteligente se uniram ao Insigma Cube e fizeram um rápido progresso.

A plataforma de financiamento e investimento

A plataforma de financiamento e investimento consiste principalmente em três tipos de fundos: fundos de investimento em participações, fundos de investimento em dívida e fundos de orientação. Assim, a plataforma de financiamento e investimento pode aumentar e fornecer recursos suficientes para as atividades de P& D e comercialização de novas tecnologias da camada central. Também, pode ajudar as empresas iniciantes na incubadora Insigma Cube a crescer em larga escala. Além disso, traz uma nova rede de cooperação para o ecossistema, estabelecendo conexões entre empresas que receberam investimentos.

A plataforma de inovação

Essa plataforma é a mais complicada que existe desde a fundação do Grupo Insigma. Isso porque, assume a forma de centros de pesquisa conjuntos, conferências industriais, joint ventures e plataformas de transação de tecnologia. Assim, conecta um grande número de grandes players, incluindo as melhores universidades, institutos de pesquisa científica profissional e grandes grupos empresariais. Ela é fundamental, porque a cooperação estratégica empresarial é o maior aspecto que nunca deve ser negligenciado na plataforma de inovação. Dessa forma, O Grupo Insigma construiu relacionamentos com várias empresas, desde pequenas entidades com tecnologias de ponta até grandes empresas como Cisco e IBM.

A interação e colaboração entre as plataformas

Su, Zheng e Chen (2018) destacam ainda que, embora as diferentes plataformas pareçam independentes, elas podem se sobrepor. Assim, podem interagir e colaborar em operações práticas. Dessa maneira, há trocas de recursos e informações entre as quatro plataformas. Por exemplo, boas ideias geradas na plataforma de ideação podem ser selecionadas para serem incubadas na plataforma de empreendedorismo, a partir da qual os projetos mais promissores poderiam receber investimentos da plataforma de financiamento e investimento. Portanto, um novo projeto pode receber o apoio necessário desde a base até a consolidação de uma spinoff.

Conclusão

Como demonstrado pelos autores Su, Zheng e Chen (2018) o ecossistema de inovação do Grupo Insigma possui quatro plataformas heterogêneas. Estas são ideação, empreendedorismo, financiamento e investimento e inovação. Essas plataformas não funcionam de forma independente. Pelo contrário, a interação e colaboração entre as quatro plataformas incluem recursos e trocas de informações. Assim, gerenciam diferentes etapas de inovação e trabalho em conjunto para os objetivos de todo o ecossistema.

Ainda, a função do orquestrador requer a capacidade de colaborar com vários parceiros simultaneamente, sem ter controle direto e as habilidades de gerenciamento complexo de projetos. Os requisitos de capital de um orquestrador não são tão altos quanto os de um integrador. Assim, tais requisitos ajudam a moldar a arquitetura e selecionar os membros do ecossistema de inovação do Grupo Insigma.

O estudo mostra também, que a influência do governo é bastante significativa. Assim, para responder ao chamado do governo de “empreendedorismo popular, inovação em massa”, a Insigma elevou a plataforma de empreendedorismo a uma posição estratégica. Segundo os autores, tem funcionado muito bem. Colabora, assim, efetivamente com a plataforma de ideação e plataforma de financiamento e investimento. A forte influência causada pelos governos indica que os governos devem formular suas políticas com muito cuidado e ser consistentes no longo prazo. Caso contrário, as empresas podem incorrer em custos pesados no ajuste de suas estratégias e estruturas organizacionais.

Quer saber mais? leia o artigo na íntegra aqui. 

Tem muito conteúdo sobre ecossistema de inovação e diversos assuntos relacionados ao post aqui. 

Acesse nosso livro sobre ecossistema de inovação aqui.

Referências

Yu-Shan Su, Zong-Xi Zheng, Jin CHEN, “A multi-platform collaboration innovation ecosystem: the case of China”,
Management Decision, https://doi.org/10.1108/MD-04-2017-0386 

 

The following two tabs change content below.

Guilherme Paraol

Doutorando no grupo Via-Estação Conhecimento. Realiza pesquisa com foco em ecossistemas de inovação, habitats de inovação e sistemas de inovação.