20190110 112637

VIA em Tour vai à Brasília conhecer a cidade criativa em design

Em 2017, a cidade de Brasília recebeu o título de Cidade Criativa da Unesco no campo de Design. Nesse sentido, a capital brasileira torna-se a segunda cidade do Brasil, junto com Curitiba, a fazer parte da Rede na categoria Design. Além disso, fazem parte na categoria as cidades: Berlim, Dubai, Bilbao, Istambul, Montreal, Cidade do México, entre outras cidades no mundo.

A seleção da Rede de Cidades Criativas da Unesco é realizada a cada dois anos. Dessa maneira, a escolha das cidades é feita com base da analise de um formulário. Assim, a prefeitura da cidade deve fornecer os dados e estatísticas da cidade, ligadas ao segmento que ela se destaca. Ademais, existem outras categorias, como o Design, Cinema, Artesanato e Arte Popular, Literatura, Música, Artes Midiáticas e Gastronomia – na qual Florianópolis faz parte.

Memorial JK | Acervo VIA

Nesse sentido, a Rede de Cidades Criativas foi criada em 2004, com o intuito de permitir o intercâmbio de projetos e ideias. Logo, a rede proporciona a colaboração entre cidades que utilizam a criatividade como estratégia para seu desenvolvimento urbano sustentável.

Ademais, Brasília possui o titulo de Patrimônio Cultural da Humanidade, concedido pela Unesco em 1987.

Um breve histórico sobre Brasília

Brasília foi planejada para ser a nova capital do Brasil. A fim de prover uma sede do governo e desenvolver a região, a ideia foi concebida no governo de Juscelino Kubitschek. Assim, a construção de Brasília iniciou em 1956 e a inauguração oficial aconteceu em 1960.

Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida | Acervo VIA

A partir de um concurso público definiu-se a equipe que faria o projeto da nova cidade. Lúcio Costa e sua equipe foram os responsáveis pelo plano urbanístico da cidade. Já o grupo de arquitetos liderados por Oscar Niemeyer projetaram os principais icônicos prédios públicos de Brasília.

Museu Nacional | Acervo VIA

  

A cidade foi projetada pelo urbanista Lúcio Costa, em formato de um avião, ou de uma cruz. Nesse sentido, o urbanista iniciou traçando dois eixos, os quais se cruzam em ângulo reto, formando uma cruz. Assim, os dois eixos foram denominados de Monumental e Rodoviário. 

Plano Piloto exposto no Espaço Lúcio Costa | Acervo VIA

Brasília como Cidade Criativa

O título de Cidade Criativa na categoria Design, se enquadra nas características históricas de Brasília. As obras monumentais de Oscar Niemeyer, como o Congresso Nacional, Museu Nacional, Palácio do Planalto, a Catedral de Brasília, o Teatro Nacional, além de outros grandes projetos refletem o potencial da cidade. Destacam-se ainda a arte de Athos Bulcão, artista responsável por embelezar Brasília em toda parte.

Arte de Athos Bulcão no Congresso Nacional | Acervo VIA

Congresso Nacional | Acervo VIA

 

Nesse sentido, Brasília é repleta de história e significado para todo brasileiro. Assim, o design se fez presente desde sua concepção e o título de Cidade Criativa concedido enquadra-se a Brasília. Inovadora e ícone da arquitetura moderna, a cidade tem grande importância mundial.

 

Teatro Nacional Carlos Santoro | Acervo VIA

A fim de conectar a cidade e divulgar o título, a Secretária de Esporte, Turismo e Lazer e o Sebrae-DF produziram o Mapa Brasília Cidade Criativa do Design. Logo, o guia apresenta locais em que o design ganha destaque na cidade. Museus, cafés, galerias, igrejas, lojas, além de praças são alguns dos locais mostrados

Gostou da iniciativa? Você pode ter acesso ao Mapa aqui!

Quer saber mais sobre Cidades Criativas? Veja nosso post sobre!

Ainda não conhece a Rede de Cidades Criativas da Unesco? Então clique aqui!

 

 

The following two tabs change content below.

Maria Eduarda Zanella

Estudante da graduação de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal de Santa Catarina. Movida por desafios, busca aprender mais sobre inovação, cidades criativas e humanas e levar o conhecimento a comunidade, fazendo de alguma forma um mundo melhor.