Rio 2016

Sementes da Rio 2016 estão sendo plantadas em Chapecó

Antes tarde do que nunca para as sementes da floresta anunciada pela abertura da Rio 2016.

Um ano após as Olimpíadas do Rio 2016, parte das sementes destinadas à floresta olímpica estão sendo preparadas para serem plantadas no campus da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Um servidor da universidade conseguiu que as sementes fossem enviadas para o município. A motivação do mesmo, veio ao saber que o anúncio feito no evento esportivo ainda não havia se concretizado.

Na cerimônia de abertura das Olimpíadas Rio 2016 atletas das 207 nações participantes depositaram mais de 13 mil sementes em totens que as armazenariam até o seu plantio. Os expectadores receberam a informação de que as futuras mudas seriam plantadas para a formação da Floresta dos Atletas e do Bosque dos Medalhistas. Tudo estaria feito para a apresentação em um documentário para a demonstração nas Olimpíadas de 2020, em Tóquio. (Saiba mais sobre o VIA no japão)

Entretanto, o Comitê Rio 2016 disse que a floresta não estava no caderno de encargos. A prefeitura do Rio também declarou que não existia nenhum contrato assinado formalizando o acordo. As sementes estão sendo mantidas pela empresa responsável pelo projeto. Entretanto a mesma se vê no prejuízo por não ter recebido a verba feita em acordo com a prefeitura. O número de mudas plantadas até o momento é de 207, plantadas simbolicamente no dia da árvore, representando as nações participantes.

Rio 2016

Há sempre uma luz no fim do túnel!

Após ficar sabendo de todas essas informações, o servidor da Assessoria de Infraestrutura e Gestão da UFFS de Chapecó, Marcelo Guerreiro Crizel, resolveu agir e propôs uma solução alternativa para o problema: receber as sementes e plantá-las no campus da universidade.

A intenção era receber as sementes plantadas pelos atletas na cerimônia de abertura. Ao contatar a empresa, Critzel recebeu a informação que essas sementes não poderiam ser enviadas, pois já tinham germinado. Foi então que a empresa sugeriu enviar parte das sementes que iriam para a floresta olímpica.

O processo de germinação ainda deve levar ao menos seis meses. Até as mudas estarem prontas para irem ao solo, a Comissão de Arborização vai definir quais espaços receberão as árvores. Mas até lá já podemos ter certeza de que Crtizel tomou uma iniciativa muito significativa para o mundo.

.

The following two tabs change content below.

Luiz Eduardo Brand Flores

Estudante da graduação de engenharia de materiais na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Investe muita energia e vontade em pesquisa e extensão sobre inovação e sonha em gerenciar um habitat de inovação.

Latest posts by Luiz Eduardo Brand Flores (see all)