IMG 20170728 125848219 HDR

O Recife a partir das experiências internacionais: a aplicação prática no COMPAZ

No embalo da Colômbia tivemos a honra de estar em Pernambuco, on 4º Congresso Pernambucano de Municípios – HOJE Cidades Sustentáveis, com o Secretário de Segurança Urbana da cidade do Recife Murilo Cavalcanti que tem se dedicado ao estudo de políticas públicas de combate à violência urbana. Cavalcanti que é autor do livro “As lições de Bogotá e Medellín: do caos à referência mundial” inicia contextualizando o ambiente pouco atrativo anos atrás encontrado na Colômbia. Ao mesmo tempo em que essa realidade fica no passado do país, os colombianos lançam diversas ações para mudar o perfil de seus cidadãos e de suas cidades. Em uma caminhada de mais de 20 anos o país consegue baixar significativamente as taxas de homicídios que chegaram a 381 para 100 mil habitats em Medellín e 80 para 100 mil habitantes em Bogotá. Cavalcanti que já visita o país há mais de 15 anos, com 26 viagens de imersão, indica que as mudanças na Colômbia foram profundas em diversos componentes como:

  • Decisão política;
  • Cidade para as pessoas;
  • Prefeitos precisam ser protagonistas de suas cidades;
  • Governo deve ser para a maioria;
  • Integralidade de ações;
  • As melhores coisas para os mais pobres;
  • Planejamento deve ser a curto, médio e longo prazo;
  • Gestão transparente focada em resultados;
  • Urbanismo social e ordenamento urbano;
  • Cultura cidadã;
  • Informações precisas e confiáveis;
  • Sociedade participativa.

.

O Secretário salienta que os jovens da periferia também querem ser protagonistas, mas ainda são excluídos. Em sua fala faz fortes indagações de qual a cidade que realmente queremos? Cidades segregadas e excludentes onde as pessoas são privadas; Cidade desigual onde não há direitos e deveres iguais; Cidade violenta em que as pessoas fazem justiça com as próprias mãos; A cidade mal educada onde as pessoas (de todas as classes) não respeitam a cidade e essa falta de educação é permanentemente reproduzida; Cidade sem acessibilidade onde as pessoas apresentam dificuldade para estar nas cidades; Cidade retrógradas onde não se permite inovações básicas como fechar uma rua para uso da comunidade por exemplo andar de bicicleta e se exercitar.

Vivenciando a realidade do Brasil, Cavalcanti após aprofundamento das ações realizadas na Colômbia parte para uma série de ações no Recife, que sem dúvidas, deixou nossa equipe com ensinamentos que nem anos de estudo poderiam retratar!

Partindo do pressuposto que as cidades precisam ser seguras, participativas, humanas e para todos e que uma nova cidade é possível, em sua gestão com protagonismo cidadão e apoio do governo municipal e estadual, são lançados os Centros Comunitários da Paz – COMPAZ localizados estrategicamente nos bairros do Recife.

O chamado equipamento urbano vem impactando a vida das pessoas. Cavalcanti traz números surpreendentes! Enquanto a cidade apresenta índices de homicídios de +15% o entorno do COMPAZ, no bairro, há redução da criminalidade (homicídios) -4%.

Para nossa surpresa, o Recife não nos parece mais só a terra do Porto Digital, mas sim terra de um conjunto de iniciativas que reúne esportes, Art, bibliotecas, integração de serviços públicos. No nosso VIA em tour nos deparamos com duas infraestruturas de tirar o folego. Não apenas pelo físico de qualidade instalado, mas pelas pessoas e suas relações que usam esses espaços.

.

Acompanhe nossos posts com informações exclusivas!

.

The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, through education, research and extension. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.