Educação Cidadã Geração Via

Geração VIA e a educação para cidadania

Educação cidadã em foco no projeto de extensão Geração VIA

A insatisfação contemporânea com os mecanismos tradicionais de representação tem intensificado a necessidade de educação cidadã para participação nas decisões públicas, sendo seu objetivo aprimorar a qualidade e legitimidade dos direcionamentos políticos e sociais que afetam os cidadãos. Assim, além das novas formas de governança urbana impulsionadas pela sociedade civil, instrumentos e metodologias utilizadas pelo poder público para o planejamento e gestão urbana também têm se direcionado cada vez mais à participação cidadã, vide a utilização de orçamentos participativos, oficinas e colaboração na elaboração de políticas públicas ou execução de intervenções urbanas, consultas públicas e democracia digital.

A participação pode garantir que a cidade seja um reflexo mais fiel da identidade de sua comunidade e, também, conheça e atenda aos reais anseios e interesses da sua população. A participação pública tem potencial para resolver problemas complexos, enfrentar os desafios urbanos contemporâneos e aumentar a qualidade de vida da comunidade em diversos aspectos, da coleta de dados e cocriação de projetos sociais até o combate ao crime e à promoção de espaços seguros na cidade.

Entretanto, sob a perspectiva do conhecimento, a aprendizagem ou educação cidadã deve estar incluída no processo de formação prévio à participação, assim como durante as etapas desse processo, quando necessário. A educação cidadã é um elemento chave para que os cidadãos sejam efetivos e responsáveis na proposição de soluções e mudanças, na deliberação pública e tornem-se aptos a compreender e influenciar políticas e projetos que impactam suas vidas.

Pode se dizer que a educação cidadã tem como objetivo último o desenvolvimento da capacidade de compreensão e julgamento do cidadão sobre questões públicas. Além disso, em projetos e áreas específicas, onde conhecimentos especializados ou técnicos são requeridos, é necessário que os cidadãos participantes desenvolvam também relativa competência, seja por meio da autoeducação ou do acesso à formação durante o processo de participação.

Saiba mais sobre cidadania em nosso post: participação cidadã e a inovação em cidades

A partir da compreensão da importância da educação cidadã para as transformações urbanas a VIA Estação Conhecimento criou o projeto Geração VIA. A VIA, vinculada ao Departamento de Engenharia do Conhecimento da Universidade Federal de Santa Catarina, é o único grupo de pesquisa brasileiro especializado em habitats de inovação, apresentando entre suas vertentes o estudo das cidades sob a perspectiva da inovação. No contexto contemporâneo, algumas das principais tipologias urbanas ligadas à inovação são as cidades inteligentes, cidades criativas, distritos criativos, distritos de inovação e cidades inovadoras. Além disso, a inovação pode estar presente também em outros aspectos ligados ao planejamento e à gestão urbana. Assim, considerando a criatividade e o conhecimento como importantes fatores no processo da inovação, o capital humano torna-se um elemento essencial para a inovação de uma cidade.

De acordo com Maryanne Mattos, Ex-secretária Municipal de Segurança Pública, as parcerias e integração são importantes tanto no setor público quanto no privado. Ela explica que a Guarda Municipal Florianópolis já atua há 14 anos nas escolas municipais com temas voltados à cidadania, ao respeito e à participação da criança em questões sociais. Entre 2016 e 2017, foi firmada parceria com a UFSC, por meio do grupo VIA, com o objetivo de compartilhar atividades que fizessem crianças, pais, professores e comunidade interagirem em torno dos temas Sustentabilidade, Inovação e Cidades Inteligentes. Segundo a ex-secretária:

Não medimos esforços para impactar de forma positiva as crianças e a comunidade escolar. Penso que a universidade, participando dessas atividades, traz mais qualidade e mostra que podemos, juntos, construir um novo comportamento social, mais participativo e colaborativo. Afinal, todos nós vivemos a cidade e na cidade, independente da instituição e do papel que exercemos nela

Neste sentido, com o objetivo de apoiar a mudança cultural desses locais, atuando na formação cidadã e no engajamento social voltado à inovação, a equipe de pesquisadores do grupo VIA desenvolveu capacitações, jogos educativos e material didático para crianças e professores, possibilitando seu aprendizado sobre as tipologias urbanas inovadoras e o estímulo de seu espírito cívico. Esse projeto de extensão, denominado Geração VIA, apoia-se na compreensão de que a formação cidadã das crianças fomentará uma cidadania ativa e responsável no futuro da cidade.

Os recursos didáticos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa para o projeto Geração VIA abrangem as seguintes temáticas até o momento: cidades inteligentes, cidades criativas, mente empreendedora, startups e habitats de inovação. Além destes, novos materiais estão em desenvolvimento atualmente sobre o poder público e a legislação brasileira. Tendo em vista o público infantil, a principal metodologia empregada no desenvolvimento dos recursos didáticos foi a gamificação.

A gamificação compreende o uso da mecânica e elementos de jogos para aumentar a motivação, concentração e interesse do usuário, mas em outras atividades. Para além do entretenimento puro, jogos podem ser utilizados com diferentes finalidades, dentre elas, a educação, onde os jogos ou pelo menos alguns de seus elementos são empregados no alcance dos objetivos de aprendizagem de seus usuários. No contexto educacional, a gamificação tem entre seus benefícios o aumento da motivação, concentração e esforço dos alunos aprendizes na tarefa de aprendizagem.

A primeira ação do projeto Geração VIA foi realizada em 2017 junto ao Concurso de Desenho e Redação nas Escolas Públicas Municipais de Florianópolis, realizado pela Guarda Municipal de Florianópolis e a Prefeitura Municipal de Florianópolis há 13 anos com as turmas de primeiro ao quinto ano do ensino fundamental. A parceria entre a VIA/UFSC e a Secretaria de Segurança Pública da cidade foi essencial para a viabilização do projeto.

Nessa primeira edição o tema do concurso infantil foi “Floripa Inteligente”, apresentando como conceito basilar o de cidades inteligentes. O grupo VIA participou como parceiro capacitando mais de 250 professores na temática e disponibilizando material de apoio e jogos para sala de aula, tendo impactado por volta de 7500 crianças ao longo do ano.

A edição do concurso em 2017 também contou com outra inovação, o Prêmio Intervenção Urbana. Pela primeira vez os prêmios foram além dos alunos vencedores em cada categoria e a escola mais engajada ao longo da história do concurso também conquistou seu prêmio. A Escola Básica Antonio Paschoal Apóstolo, do bairro Rio Vermelho, teve como prêmio a pintura do muro da escola por voluntários, grafiteiros, seus alunos e membros da comunidade, inspirada nos desenhos das crianças vencedoras do concurso “Floripa Inteligente”. Os materiais e outros recursos necessários foram doados por patrocinadores. A intervenção teve apoio do Movimento Traços Urbanos – um coletivo que visa a realização de ações para qualificar espaços públicos. O legado da intervenção foi, por meio do envolvimento das crianças na ação, comprovar o potencial de transformação da cidade que o cidadão ativo possui.

Já a segunda edição do concurso teve como tema “Floripa Inovadora”, pautando-se no conceito de cidade inovadora. A capacitação foi novamente realizada pelo grupo, envolvendo quase 100 professores da rede municipal. Material de apoio e outros recursos didáticos foram disponibilizados às escolas municipais e a premiação das crianças vencedoras do concurso ocorreu em outubro de 2018. Além dos prêmios em cada categoria, o grupo de 15 vencedores comporá o Colegiado Infantil do prefeito de Florianópolis. Uma das escolas da rede municipal também foi premiada: EBM Virgílio dos Reis Várzea. O Prêmio Intervenção Urbana, esse ano executado pelo Movimento Um com apoio da #estaçãoVIA, tem por objetivo desenvolver um projeto de melhoria na área da escola em colaboração com a comunidade e participação ativa das crianças, ensinando na prática as possibilidades de atuação do cidadão para a melhoria de seu entorno.

De acordo com a professora Dra. Clarissa Stefani Teixeira, coordenadora do grupo VIA e do projeto Geração VIA, o legado dessa parceria no concurso municipal infantil é “a mudança de percepção das crianças sobre o seu potencial de mudança do entorno, da comunidade e da sociedade como um todo. Com isso, teremos cidadãos mais responsáveis, engajados e socialmente ativos no futuro. O primeiro passo é educar as crianças sobre o que é ser cidadão e qual o seu papel na transformação da sociedade.” A parceria continua e os envolvidos agora planejam sua expansão para outras séries do período escolar.

Ainda neste ano, a Universidade Federal de Santa Catarina assinou acordo de cooperação para que o Geração VIA integre ações e projetos da Federação Catarinense de Municípios (FECAM), a qual possui parceria com 21 associações de municípios do estado. Com isso, o projeto de extensão está se expandindo por outras regiões de Santa Catarina, começando pela região do Alto Irani, em parceria com a Associação dos Municípios do Alto Irani (AMAI).

A primeira atividade decorrente da parceria com a FECAM foi a exposição do projeto no Congresso de Prefeitos 2018. Nesta ocasião o Geração VIA realizou atividade educativa com crianças na presença de convidados, secretários de educação de diversos municípios catarinenses e outros participantes do evento.

Referência Bibliográfica

MONDO, A.; DEPINÉ, Á.; SLOMPO, G.; TEIXEIRA, C. Gamificação aplicada à educação empreendedora: uma revisão integrativa. Anais do Congresso Nacional de Inovação e Tecnologia – INOVA 2018.

*Esse artigo foi originalmente publicado na quinta edição da Revista VIA. Clique no link para acessar o conteúdo completo.

The following two tabs change content below.

Ágatha Depiné

Advogada e pesquisadora apaixonada pelo conhecimento. Dedica-se a pesquisar o conhecimento cívico e sua relação com a participação cidadã, a inovação urbana e o direito urbanístico. Cidadã engajada em movimentos sociais para transformação urbana. Doutoranda e Mestra em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela UFSC. agathadepine@gmail.com

Latest posts by Ágatha Depiné (see all)