Rawpixel Com 250087

Conheça os detalhes de um Hackathon – maratona de desenvolvimento tecnológico

Na entrevista abaixo, você conhece alguns detalhes da organização de uma maratona de desenvolvimento tecnológico, conhecida como Hackathon. Quem conta são dois experts no assunto: Alexandre de Souza, da Neuron Consultoria, que será o facilitador do Hackathon Celesc, e Clarissa Stefani Teixeira, professora do Departamento de Gestão do Conhecimento da UFSC e coordenadora da VIA Estação Conhecimento, grupo de pesquisa líder em inovação e empreendedorismo, que é parceiro institucional na organização do evento.

Entre os eventos mais recentes, estiveram juntos na 2ª. edição do Hackathon DesenvolveSC (link), organizado pela CIASC, between the 18, 19 and 20 August 2017, tendo como temática a Segurança Pública.

Alexandre é formado em Computação pela UFSC, tem MBA em Administração e Marketing pela Universidade de Lisboa e fez Pós-graduação em Sistemas para Internet na Univali.

Doutora em Engenharia de Produção pela UFSC, Clarissa tem formação tutorial em Educação a Distância e vasta experiência profissional na docência, incluindo Portal Educação, IFSC e Fundação Getúlio Vargas. Já atuou como gestora de projetos em âmbito estadual e participou da elaboração da Política Estadual de CT&I. No meio empresarial, tem trabalhos nas áreas de inovação, technology, usabilidade e ergonomia. Foi supervisora geral da reformulação do Portal do Professor, uma parceria UFSC e Ministério da Educação. No momento, trabalha na implantação de 13 Centros de Inovação em Santa Catarina pelo programa SDS-RECEPETi-UFSC.

Qual é o papel do facilitador no evento?

Alexandre O facilitador é um amplo conhecedor da metodologia; então é ele quem atua como mediador, apoiando os participantes, conduzindo os mentores e organizando todas as etapas para que o resultado esperado seja atingido.

Como as ideias são desenvolvidas?

Alexandre – A geração de ideias é uma responsabilidade dos participantes. Eles devem considerar as dores do cliente, neste caso a Celesc, e desenvolver soluções que atendam aos desafios apontados. Vamos usar a metodologia FROM ZERO TO ZERO para conduzir os participantes nesta jornada, para que sejam orientados pelo método e possam chegar até uma solução vencedora.

Qual é o papel dos mentores?

Clarissa Os mentores são divididos em quatro áreas de Conhecimento: Técnicos (na área de Energia, no caso), Negócios, Desenvolvimento e Design. Cada um, dentro de sua especialidade, apoia os participantes, fazendo questionamentos, tirando dúvidas, trocando experiências e acompanhando o participante na melhoria das soluções concebidas.

É preciso ter experiência prévia para participar do Hackathon?

Clarissa É necessária experiência apenas na área de atuação de cada participante, conforme inscrição realizada: Desenvolvimento, Design ou Negócios. Para executar as atividades do evento, um processo definido pela organização orientará os participantes, conduzindo-os e apoiando-os durante todo o Hackathon.

Fique ligado, pois em breve teremos o Hackathon Celesc! 😀

The following two tabs change content below.
Equipe de pesquisadores com foco na transformação do conhecimento de forma tangível e utilitária para a sociedade, governo e empreendedores, through education, research and extension. Atuamos de forma colaborativa e em rede, conectando pessoas e organizações ao nosso propósito.